Sergipe

29/08/2018 às 15h20

BR-235: Diretores da Agrese participam de apresentação final dos estudos no Ministério dos Transportes

Ascom/Agrese

Nesta quarta-feira (29), na sede do Ministério dos Transportes, em Brasília os diretores da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe

Foto: Ascom/Agrese
(Agrese) e representantes do consórcio público, formado pelas empresas Sanpac Tecnologia Ambiental – P4 Concessões e Consultoria e a Kappex Assessoria e Participações, participaram de uma reunião do 3º Ponto de Controle que trata da concessão da rodovia BR-235, no trecho delegado ao Estado de Sergipe, desde a saída de Aracaju até o povoado Terra Dura, no município de Itabaiana, com aproximadamente 54 km de extensão.

A reunião teve como objeto a apresentação oral e final dos estudos que demonstraram a viabilidade técnica e econômico-financeira para subsidiar a concessão pública da BR-235. “A apresentação foi oral e até o dia 13 de setembro o consórcio entregará os estudos impresso e digital para aprovação final. O representante do Ministério dos Transportes fez um elogio, no qual o Estado de Sergipe servirá de referência para outras concessões públicas por conta da qualidade dos estudos que foram apresentados pelo consórcio. O próximo passo será com o Ministério dos Transportes que providenciará a licitação”, informou o diretor presidente da Agrese, Hamilton Santana.

Todos os elementos físicos da rodovia, como drenagem, sinalização, pavimentação, possíveis passivos ambientais do trecho que foram analisados. Mas um dos diferenciais desses estudos foi a aplicação de técnicas modernas, a exemplo de um equipamento Pavement Scanner, que utiliza linhas de projeção de laser avançadas, permitindo a identificação, avaliação integrada e contínua de todo o perfil do pavimento. O equipamento operou à velocidade de tráfego normal, proporcionando uma produtividade que permitiu a detecção automática dos defeitos no pavimento, com câmeras de alta velocidade e óptica avançadas para definição do perfil “3D” da rodovia.

De acordo com o diretor-presidente da Agência Reguladora, Luiz Hamilton Santana de Oliveira, os estudos foram considerados a demanda (atual e futura) de veículos que circulam por essa rodovia, as obras requeridas e seus custos, quais equipamentos serão necessários para operar, a melhoria da fluidez para otimizar o tráfego e os impactos ao meio ambiente, no trecho previsto para a duplicação. "Vale ressaltar que essa duplicação não trará nenhum ônus financeiro para o Estado de Sergipe, uma vez que será efetivado mediante concessão pública. Será uma rodovia duplicada dotada de equipamentos de segurança, telefone de emergência, postos de atendimento aos usuários e dentre outros serviços”, finalizou o diretor-presidente da Agência Reguladora, Luiz Hamilton Santana de Oliveira.

Participaram da apresentação além do citado na matéria o diretor técnico da Agrese, Jean Carlos Nascimento, representantes do consórcio autorizado para os estudos e representantes do Ministério dos Transportes.

Sobre o consórcio

O Consórcio é composto pelas empresas, Sanpac, P4 Concessões e Kappex Assessoria, receberam Termo de Autorização para início dos estudos a que se refere o Edital de Chamamento nº: 03/2018, destinado a elaboração de estudos de viabilidade para concessão da rodovia BR-235.

 


Fonte: Ascom/Agrese