Sergipe

03/08/2018 às 07h46

Dupla acusada pelo homicídio de policial baiano morre após confronto em Sergipe

Com informações da SSP/SE

Foto: "Meg" era um indívíduo de alta periculosidade
Uma dupla morreu em confronto com a polícia na tarde desta quinta-feira (02) na BR101, no município de Itaporanga D’Ajuda, em Sergipe. A dupla é acusada pelo homicídio que vitimou o policial militar baiano Urivelton de Jesus Santana, morto a tiros em janeiro de 2017, durante ataque em uma festa em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador.

A ação foi realizada pelas equipes do Centro de Operações Policiais Especiais da Polícia Civil (COPE) e do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar. 

Os dois indivíduos, um deles identificado como Uoshington Conceição da Silva, 34 anos, mais conhecido como “Meg”, no Insitituto Médico Legal o outro foi identificado como Adailton Bitencourt de Azevedo e acabaram morrendo após confronto com os policiais. De acordo com o diretor do COPE, delegado Dernival Eloi, a ação ocorreu após informações de que a dupla estaria em um táxi com destino a cidade de Simão Dias.

“Fomos informados de que os homens teriam fretado um táxi em Aracaju e estavam em deslocamento para Simão Dias. Diante disso, as equipes efetuaram diligências em busca dos suspeitos, momento em que foram abordados em Itaporanga. Infelizmente os suspeitos acabaram reagindo à ordem de prisão efetuando disparos contra os policiais, que revidaram à injusta agressão”, explicou.

Na troca de tiros, os dois criminosos acabaram atingidos e socorridos para o Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), mas acabaram não resistindo aos ferimentos, vindo a óbito. Com eles foram apreendidas duas armas de fogo, sendo uma pistola e um revólver, além de diversas munições.

Ainda segundo o diretor do COPE, o “Meg”, natural de Lauro de Freitas, é um indivíduo de alta periculosidade, acusado por vários crimes, entre eles, tráfico de drogas, homicídios, assaltos a bancos, entre outros delitos.


Fonte: Com informações da SSP/SE