Sergipe

18/07/2018 às 16h24

Adema notifica Fafen para apresentar relatórios sobre processo de hibernação

Ascom/Adema

Após trabalho intensivo, comandado pelo diretor-presidente da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), Gilvan Dias, a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados de 

Ascom/Adema
Sergipe (FAFEN/SE) foi notificada a entregar todos os relatórios referentes ao processo de hibernação da unidade até a primeira quinzena de agosto. A decisão foi tomada nesta quarta-feira, 18, durante reunião de representantes da autarquia com a diretoria da fábrica.

A visita foi possível graças a uma determinação judicial, tendo em vista que, há cerca de dois meses, a equipe técnica da Adema foi impedida de realizar uma vistoria na fábrica. A unidade, que produz amônia, ureia fertilizante, ureia pecuária, ureia industrial, ácido nítrico, hidrogênio e gás carbônico, entrou em operação no estado em 1982, mas, no começo deste ano, anunciou o encerramento das atividades. Contudo, além do grande prejuízo econômico e social, a sua hibernação poderá acarretar diversos danos ao meio ambiente -- sobretudo pelo tipo de material produzido e descartado por ela.

A situação é preocupante e chamou a atenção do diretor-presidente. “Estamos empenhados em resolver toda essa problemática. Por conta disso, notificamos a unidade hoje para que, o mais rápido possível, nos encaminhe todos os relatórios referentes ao processo de hibernação. Nossa equipe técnica está pronta para se debruçar nesses documentos e, assim, averiguar se todas as condicionantes estão dentro da legalidade. Somente após esta análise, poderemos dizer se a unidade tem condições, de fato, de iniciar a hibernação”, disse.

“Nosso maior desejo é que a empresa continue desenvolvendo suas atividades aqui no estado, mas, se isso não for possível, exigimos que a sua hibernação não traga ainda mais prejuízos”, acrescentou.

O engenheiro químico da Subgerência de Projetos de Atividades da Cadeia do Petróleo (Supap) da Adema, Benjamim Reis, explica que, na fiscalização de hoje, todos os setores da unidade foram analisados e nenhuma irregularidade foi encontrada. “O processo de hibernação vai interromper as atividades, mas não é algo permanente. Por isso exigimos que todas as condicionantes sejam cumpridas, pois isso nos dará garantia de que não haverá nenhum dano ao meio ambiente. Em síntese, o que buscamos é a total segurança deste processo”, pontua.

Reunião

No próximo dia 24, representantes da Petrobrás participarão de uma reunião na sede da Adema. Em pauta, assuntos ligados ao processo de hibernação da Fafen.


Fonte: Ascom/Adema