Sergipe

18/06/2018 às 16h28

Prefeitura atua para minimizar transtornos ocasionados pela chuva

PMA

Desde as primeiras horas da madrugada desta segunda-feira, 18, chuvas têm caído com intensidade na capital. Atentas aos possíveis transtornos que as águas pluviais

podem causar em situações como essa, as equipes da Prefeitura de Aracaju, em especial da Defesa Civil, a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), estão tomando as devidas providências no intuito, principalmente, de prevenção. Conforme monitoramento feito pelo Comitê de Gerenciamento da gestão nas últimas 12 horas caíram cerca de 12 mm, com previsão de que até a próxima sexta, 22 esta média possa alcançar os 100 mm. 

Durante toda a manhã, agentes da Defesa Civil se dividiram para fazer o monitoramento de Norte a Sul de Aracaju. Mesmo sem ocorrências graves, as equipes atenderam diversos chamados pelo canal direto 199, no entanto, foram situações apenas preventivas. “Nosso foco são as áreas de risco e os canais. Não tivemos transbordamento de canal em nenhum ponto da cidade, até o momento, mas continuamos a observar. Outros pontos de atenção são a avenida Euclides Figueiredo, o canal do bairro Santa Maria e o Largo da Aparecida, entre outros”, explicou o coordenador da Defesa Civil de Aracaju, o major Silvio Prado.  

Desde o início do ano, as equipes têm atuado para se manter sempre alerta em casos de chuvas intensas, como as que ocorreram durante esta segunda. A Emurb presta um dos serviços significativos de prevenção: garantir a vazão das galerias subterrâneas que interligam microdrenagem da capital e, assim, facilitar a vazão das águas pluviais. Existem equipes permanente e itinerantes nos corredores de trânsito e na região do Centro Comercial. Nas avenidas Francisco Porto, Heráclito Rollemberg, Beira Mar e Visconde de Maracaju os profissionais da empresa municipal se revezam na limpeza das manilhas. 

De acordo com a Emurb, a avenida Euclides Figueiredo é um dos pontos mais preocupantes, no entanto, os transtornos provocados pelas chuvas não decorrem da ausência dos serviços municipais no local, mas pela dificuldade de destinação dos loteamento mais altos do entorno da avenida que deságuam no corredor de trânsito da zona Norte. Neste caso, os problemas cessarão definitivamente apenas com a conclusão das obras estruturantes executadas pela Prefeitura loteamento Moema Mary. 

Como parte da programação diária da Emsurb, a limpeza de canais também é fundamental para evitar transtornos, no entanto, a contribuição da população se faz essencial para que não haja ocorrências negativas nesse período em que há a intensificação das chuvas. Na manhã de hoje alguns canais, como o da avenida Salatiel, no bairro Olaria, foi desobstruído, um dos pontos de risco em Aracaju.  

No trânsito, a atenção também é redobrada. Na manhã desta segunda, três semáforos (Murilo Dantas com Beira Mar, Silvio Teixeira e Gentil Tavares) apresentaram problemas, mas já foram restabelecidos. Outros dois também ficaram sem funcionar (Huse e José da Silva Ribeiro Filho), por causa de uma queda de energia no Bairro América. A SMTT designou 50 agentes que se distribuíram pela cidade para auxiliar motoristas e pedestres. 

 


Fonte: PMA