Sergipe

30/05/2018 às 12h24

'Defendo a demolição em função da negligência', disse presidente do CREA sobre Hotel Palace

Redação Portal A8

Foto: Samira Fagundes
A situação do Hotel Palace é de abandono, essa é a informação do presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia, o CREA, Arício Rezende. O laudo técnico sobre a situação do hotel ficou pronto na última sexta-feira (30) e segundo o presidente, o grau de risco do prédio é crítico com impactos irreparáveis para a população que fica no entorno do local.

O laudo aponta fiação elétrica exposta, depreciação e desgaste. O presidente conversou com o Portal A8SE e informou que as providências devem ser tomadas. “O grau de risco é crítico, com impactos irreparáveis para a população que transita pela região”, alertou.  

O laudo será encaminhado para a Secretaria de Turismo, que foi quem solicitou o laudo de inspeção, além do Ministério Público. A interdição e o isolamento devem ser feitos imediatamente. Em 2015, foi feito um levantamento para recuperação do prédio e o valor seria de 25 milhões, mas agora o número deve ser ainda maior.

O presidente revelou ainda que o terceiro andar do prédio, que pertence ao SPU, é um verdadeiro depósito de caixas com alto risco de incêndio. O hotel Palace foi construído em junho de 1962, há 35 anos que está abandonado sem nenhuma reforma. Mesmo diante do valor histórico, uma das soluções apresentada pelo presidente seria a demolição do antigo Hotel Palace.

“Defendo a demolição em função da negligência, já que representa um grau de risco com impactos irreparáveis, por falta de uma ação mais efetiva do poder público”, explicou o presidente do CREA.