Sergipe

02/12/2017 às 10h14

Familiares não conseguem visitar Ana Alves no Prefem

Redação Portal A8

Na tarde de sexta-feira (01), a presidente do partido Democratas em Sergipe (DEM), Ana Alves, foi transferida para o Presídio Feminino em Nossa Senhora do Socorro (Prefem). 

Nas primeiras horas dentro do presídio, Ana Alves, passou mal  devido a uma crise de hipoglicemia. Ela foi atendida por uma equipe médica e passa bem. A presidente do DEM divide uma cela com mais 3 detentas no Pavilhão 2. 

De acordo com o advogado de defesa, Cristiano Cabral, o processo corre em segredo de justiça. “ O acesso aos autos só poderá ser feito na segunda-feira, até lá, Ana Alves deverá permanecer detida", explicou. 

Desde a sua chegada no Profem, familiares tentaram realizar uma visita, mas não tiveram sucesso. Segundo normas do presídio as visitas acontecem nas quintas e sextas-feiras, pelo horário da manhã.  Entre os parentes estavam os tios de Ana.

Relembre o caso:

Ana Alves foi presa durante a Operação Caça-Fantasmas, um desdobramento da Operação Anti-Desmonte. A prisão foi realizada em cumprimento de ordem judicial pelos Promotores de Justiça do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (GAECCO) e da equipe policial do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (DEOTAP).

Os promotores do Grupo Especial de Combate à Corrupção do Ministério Público Estadual também cumpriram mandado de busca e apreensão no Diretório Regional do Democratas em Aracaju, onde recolheram documentos e computadores. A Presidente do DEM é investigada por participação em peculato, formação de organização criminosa e obstrução de investigação, crimes previstos na Lei 12.850/2015.

A jornalista é filha do ex-governador do Estado e ex-prefeito de Aracaju, João Alves Filho e da senadora Maria do Carmo Alves. Além de irmã do empresário João Alves Neto, que condenado na Operação Navalha, e ex-mulher do ex-deputado federal Mendonça Prado, que foi investigado na Operação Babel.