Sergipe

12/06/2017 às 08h47

Investigação revela que William foi o autor das 26 facadas contra o policial civil

Redação Portal A8

Foto: Envolvido na morte do policial continua foragido
Após a finalização das investigações, na manhã desta segunda-feira (12) a polícia civil divulgou os detalhes do crime que acabou na morte violenta do policial civil Paulo Sérgio Souza de Jesus, 58 anos, ocorrido no último domingo, 04, em sua residência, na Barra dos Coqueiros.

Segundo a delegada Mayra Moinhos que esteve à frente das investigações, William Santos Gomes de 19 anos foi quem organizou toda a ação, que inicialmente o objetivo foi de roubar armas e pertences da casa do policial, mas após um adolescente ter amarrado a vítima, William teria resolvido matar e desferiu 26 golpes de faca.

Ainda segundo as investigações, Willian teria um relacionamento com o policial há cerca de dois anos, por isso o policial tinha confiança nele, mas há um tempo o policial teria negado o pedido de Willian por armas, ele estava começando no mundo do crime e Paulo Sérgio estaria tentando se afastar.

Durante a coletiva foi informado que cinco pessoas participaram do crime, três agiram dentro da casa e outros dois ficaram responsáveis pela receptação dos pertences e venda das armas roubadas, as mesmas foram vendidas na mesma noite do crime e somente elas ainda não foram recapturadas. 

Entre os envolvidos, Willian resistiu à ordem de prisão e durante o confronto com os policiais, acabou vindo a óbito. Três já foram presos, mas um ainda está foragido o Willey Davi, que também teve participação na morte do policial civil.