Sergipe

28/11/2016 às 09h13

Mais de três mil pessoas serão atendidas em mutirão nacional realizado por empresa de serviços hospitalares

Assessoria Ebserh

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) realizará o I Mutirão Nacional da Rede Ebserh para atender pacientes com a realização de cirurgias, exames e consultas, no dia 30 de novembro. A iniciativa conta com ações para mais de três mil pessoas nos 39 hospitais universitários federais filiados, presentes nas cinco regiões do Brasil.
A expectativa do evento é diminuir em cerca de 32% a fila de espera dos hospitais e do Sistema Único de Saúde (SUS). Para alcançar o número, cada instituição definiu as especialidades que mais contemplam as necessidades de saúde de cada região.
Dos 39 hospitais que vão contar com atividades na data, 21 realizarão cirurgias visando atender mais de 1.000 pacientes. Já para procedimentos ambulatoriais como exames, diagnósticos e ações educacionais preventivas, 31 instituições da rede Ebserh disponibilizarão colaboradores para atender mais de 2.300 pessoas. No total, cerca de 1.000 profissionais de saúde vão atender em todo o país.

Abrangência
Atualmente, a rede Ebserh conta com unidades filiadas em todos o país sendo quatro na região Norte, 17 na região Nordeste, cinco na região Centro-Oeste, sete na região Sudeste e seis na região Sul.
Já são mais de 20 mil empregados contratados pela estatal via concurso público federal. O número ainda pode aumentar com as convocações feitas esta semana, que totalizaram mais de 2.600 pessoas. Os profissionais ajudam a melhorar a assistência à população, o ensino e a pesquisa nas unidades hospitalares.

1º Mutirão da Rede Ebserh em Sergipe
O Hospital Universitário de Sergipe, em virtude do número de pacientes que estão na fila de espera, realizará o procedimento de colecistectomia (Cirurgia de Vesícula Biliar).
Para a realização desse procedimento, o HU-UFS disponibilizou três salas cirúrgicas e montou três equipes de profissionais compostas por cirurgiões, anestesistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem para realizarem 12 procedimentos durante todo o dia, nos períodos da manhã e tarde.
Segundo o coordenador do mutirão em Sergipe, Dr. Raimundo Saturnino, chefe da Divisão de Apoio Diagnóstico e Tarapêutico do HU-UFS, a escolha do procedimento se deu em virtude do número de pacientes que aguardam por essa cirurgia. “Foram escolhidos 12 pacientes para passarem por esse procedimento. A escolha dos mesmos foi feita pelo próprio médico-cirurgião, cujos pacientes têm prioridade pela necessidade cirúrgica com mais urgência”.
Relata também o gerente da Unidade de Atenção à Saúde, Dr. Marcos Albuquerque, que esse mutirão no HU-UFS possibilitará a implementação de novas medidas de rotinas para reduzir ao máximo o número da fila de espera. Afirma que, assim que outras datas forem agendadas, os demais pacientes serão comunicados.


Fonte: Assessoria Ebserh