Sergipe

05/05/2014 às 16h39

MPE dá início ao Projeto Defesa do Consumidor nas Comunidades

O bairro Bugio como primeiro bairro comtemplado pela grandiosa ação, sob a coordenação geral da Promotora de Justiça Euza Missano.

Redação Portal A8

O Ministério Público Estadual dará início nesta terça-feira (6), ao Projeto Defesa do Consumidor nas Comunidades, tendo o Bugio como primeiro bairro comtemplado pela ação, sob a coordenação geral da Promotora de Justiça Euza Missano. O projeto levará uma ampla rede de proteção àquela comunidade por meio de palestras sobre "Direitos do Consumidor" e "Educação para o Consumo", além de diversos serviços de proteção no âmbito consumerista.

Populações mais carentes receberão em suas próprias comunidades resposta às suas demandas. Foto: MPE

 

Para ofertar serviços de tamanha magnitude e complexidade nos bairros da capital, o MPE, por meio da promotora de Justiça Euza Missano, estabeleceu parceria institucional com a Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), a partir de diálogos com a secretária Georlize Teles que de pronto se colocou à disposição para levar aos bairros atendidos todos os serviços prestados pelos diversos órgãos vinculados à Semdec.

 

A iniciativa marca a história da capital, uma vez que as populações mais carentes receberão em suas próprias comunidades resposta às suas demandas na esfera do consumo a partir de um atendimento impregnado de respeito e cidadania.

 

A ação se dará na Associação de Moradores do Bairro Bugio, a partir das 15 horas, onde o MPE e o Procon/Aju  deslocarão suas equipes técnicas para  o atendimento aos cidadãos, levando palestras educativas, que disseminarão conhecimento, além de  equipes  de atendimento  para receber  os moradores que precisem formalizar reclamações. Uma equipe de Fiscalização do MP e Procon também visitará estabelecimentos do bairro para observação das condutas praticadas  pelos mesmos.

 

Não obstante a concentração dos serviços protetivos aos consumidores do Bairro Bugio, a Semdec também levará a Guarda Municipal para fazer o acompanhamento das equipes de Fiscalização, garantindo a tranquilidade das atividades, e a Defesa Civil Municipal, que fará vistorias técnicas em possíveis áreas de risco na região.