Sergipe

22/05/2013 às 08h00

Casa do amém - Adiberto de Souza

Redação Portal A8

A Câmara Municipal de Aracaju já pode muito bem ser chamada de Casa do Amém, tamanha é a subordinação ao prefeito João Alves Filho (DEM). Concebido para ouvir as ponderações da sociedade e discutir os projetos visando aprimorá-los, o Legislativo aracajuano prefere não escutar o povo, fazer vistas grossas aos argumentos da minúscula oposição e, de boca fechada, referendar as idéias do demista. Exemplo disso aconteceu ontem, quando o polêmico projeto ‘privatizando` a saúde da capital foi aprovado a toque de caixa e repique de sino, apesar do protesto feito pelos profissionais de saúde. No afã de se curvar aos desejos do prefeito, os vereadores governistas não percebem que estão perdendo crédito junto aos eleitores, hoje decepcionados por terem votado em lagartixas para representá-los.

Leia conteúdo na íntegra