Sergipe

26/04/2013 às 09h53

Condutores do SAMU da Grande Aracaju paralisam as atividades

Redação Portal A8

Na manhã desta sexta-feira (26) condutores do SAMU que atendem a Grande Aracaju paralisaram as atividades. A categoria reivindica melhores condições de trabalho e a manutenção das ambulâncias. Seis veículos de suporte básico estão parados na base do SAMU localizada no bairro Siqueira Campos.

De acordo com o presidente do Sindicado dos condutores do SAMU, Adilson Ferreira, a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) vem descumprindo a decisão do Ministério Público Estadual. "Há seis meses uma ação da promotora Euza Missano determinou a manutenção nas ambulâncias, com a multa diária de R$ 10 mil reais em caso de descumprimento, mas nada foi feito e após três semanas conversando sobre a situação decidimos pela paralisação", declarou Adilson.

O presidente do Sindicato declarou que as ambulâncias de suporte básico vão permanecer paradas até que a Fundação sinalize as mudanças necessárias nos veículos. "Quando for iniciado o reparo na primeira ambulância nós voltamos ao trabalho e daremos o prazo para que todas sejam reparadas. Do jeito que as viaturas estão é muito perigoso trabalhar e atender a população".

Além dos problemas nas ambulâncias, como o caso da falta de ar condicionado, a categoria também reivindica melhorias as instalações da base do SAMU e mais segurança durante os atendimentos em alguns bairros da Grande Aracaju. "Os veículos não possuem ar condicionado, no calor é insuportável, pois não tem janelas na ambulância, e agora na chuva se torna uma direção perigosa, já que os vidros embaçam", afirmou Adilson Ferreira que destacou. "Em relação a falta de segurança, estamos sofrendo com a ação de bandidos, que fazem o chamado solicitando o SAMU e quando chegamos na ocorrência são assaltantes que estão usando a ambulância para dar fuga a bandidos", revelou.