Sergipe

19/07/2012 às 11h20

Homem é preso em flagrante acusado de estuprar menino de 7 anos

Redação Portal A8

Após um mês de investigações, policiais do Departamento de Atendimento à Grupos Vulneráveis (DAGV) do município de Estância, prenderam, em flagrante, na última terça-feira (17) Euclides Ramos Silva, 61 anos, acusado de estupro de vulnerável e posse de arma de fogo. A vítima do abuso sexual foi um menino de 7 anos.

Segundo a policia, o acusado é dono de um bar na cidade de Estância e aliciava menores, oferecendo uma mesa de sinuca do próprio bar, para posteriormente levar os jovens até o interior de sua residência e lá mostrar conteúdo pornográfico, dando início aos atos sexuais. Segundo a delegada Gisele Theodoro, o acusado inicialmente se enquadra no perfil de pedófilo, pois é tímido, solitário e não tem comportamento agressivo.

" Em casos como esses, muitos acusado deste crime não querem manter relações de pais e filhos para não sentirem desejo. Os vizinhos dizem que nunca o viram com mulher", destacou a delegada. A delegada lembra, ainda, que pessoas com esse tipo de comportamento acaba desejando crianças de forma patológica. "Quando o trouxemos de volta à realidade, ele percebeu que o que fez estava errado. O fato concreto é que esse pessoas com esse perfil não conseguem se controlar e acabam se convencendo de que a criança também o deseja e que por isso não estão fazendo nada de errado" ressaltou.

Sinais de Alerta

Gisele Theodoro alerta para alguns sinais emitidos por crianças vítimas de violência sexual e que os pais devem se atentar como por exemplo: isolamento, comportamento erotizado, desenhos em que as figuras aparecem mutiladas ou com órgãos sexuais à mostra, medo sem motivo aparente, queda no rendimento escolar, distúrbios alimentares e modo de agir com uma criança mais nova.

A delegada lembra ainda que não são apenas pessoas de fora do ambiente familiar que realizam abusos sexuais. Muitas vezes, os próprios pais, padastros, avôs, tios, etc, também o fazem. " Há um mês por exemplo,foi efetuada a prisão preventiva de Claudevan Celestino, responsável pelo abuso sexual de sua enteada de apenas 04 anos de idade. Nesse caso, o comportamento atento da tia da vítima foi preponderante para a descoberta do crime que ocorria dentro da próprio lar da menor. Quando citávamos à menor o nome do acusado, a vítima fechava as próprias pernas nos apontando um sinal do fato ocorrido", finalizou.

 

Fonte: SSP/SE