Sergipe

09/12/2011 às 16h51

O dia que neguei a esmola, mas recebi uma - Susana Guimarães

Redação Portal A8

Tem dias que a gente acorda de baixo astral, né? Aqueles dias em que você olha para o espelho e se acha a criatura mais sem jeito da face terra?

Pois... Vez em quando, amanheço assim. E, nesses dias, parece que o mundo todo conspira contra você. Sabe como é? O cabelo não ajuda. Nenhuma roupa fica legal... Nem o famoso "fiu-fiu, gostosa!!" vem dos canteiros de obra. É o fim do fim. O fundo do poço.

Num dia "desses", fui ao supermercado. A tarefa que mais odeio: compras. (Se pudesse pagaria alguém para fazer isso, mas não posso me dar esse luxo). Depois da tortura quinzenal, voltando pra casa, parada no farol da rótula da antiga Telergipe, espero o sinal verde.

Lá vem um velhinho que pede esmola em todos os faróis da cidade. Sabe aquele que anda miudinho, passinhos curtos, que parece que vai cair a qualquer momento? Um que usa um bonezinho?

- Um trocadinho!- ele pediu na minha janela.

Clique aqui e leia o Blog de Susana Guimarães completo