Sergipe

02/12/2011 às 08h52

Suspensão de serviços de banco em Correios não inibe ação de bandidos

Redação Portal A8
Sem esconder o rosto o assaltante puxa a arma e anuncia o assalto (Foto: Reprodução circuito de segurança)

Mesmo após a decisão judicial que suspende os serviços de banco nas 42 das 86 agências dos Correios de Sergipe, os assaltos continuam. Duas ocorrências já foram registradas, uma em Nossa Senhora do Socorro e outra em Carmópolis. Somente este ano  foram contabilizados 90 assaltos contra agências dos Correios de Sergipe.

A dupla espera por 15 minutos até o destravamento do cofre da agência de Carmópolis (Foto: Reprodução circuito de segurança)

Em quase todos os assaltos a ação dos bandidos é registrada pelas câmeras de segurança, revelando que muitas vezes os assaltos são praticados pelos mesmos criminosos. Na agência de Carmópilis, o circuito de câmeras flagrou a ousadia dos bandidos.

De acordo com as imagens, um ladrão entrou se passando por cliente, depois puxa a arma e anuncia o assalto. Após o primeiro assaltante render os funcionários o segundo ladrão chega e ainda senta por 15 minutos esperando o tempo necessário para o cofre destravar.

Segundo o assessor de comunicação dos Correios, Ginaldo de Jesus, a empresa já havia iniciado uma revisão nos procedimentos de segurança de cada uma das agências e com a nova medida o trabalho será intensificado. "Com a decisão judicial essa medida só se intensifica, pois a decisão obriga que a nos justarmos com a lei que obriga a existência de segurança mais rigorosa nas agências". Revelou.

O assessor também informou que esse trabalho de adequação será feito o mais rápido possível. "Vamos trabalhar para que as agências possam voltar a fazer o serviço de banco postal o quanto antes e com a segurança necessária", afirmou.

Decisão

A suspensão concedida pelo judiciário foi movida pelo Sindicato dos Funcionários dos Correios, com a alegação de falta de segurança suficiente para garantir a integridade de clientes e funcionários.