Sergipe

30/11/2011 às 17h10

SSP detalha prisão dos envolvidos com roubos, homicídios e latrocínios

Redação Portal A8
Divulgação ( SSP/SE)

Na manhã desta quarta-feira (30) a coordenadora da Polícia Civil do Interior (Copci), Viviane Pessoa, juntamente com o delegado da cidade de Laranjeiras, Ronaldo Marinho, e o comandante do pelotão da Polícia Militar de Laranjeiras, tenente Luis Carlos Prudente, detalharam a prisão de José Adelmo dos Santos, 19 anos, vulgo "Cobra Coral", e Rogério Santos de Jesus, 29 anos, conhecido como "Corró".

A dupla tem ligação com quadrilhas que já foram desarticuladas pela polícia e que vinham atuando em municípios que compõem a região do Vale do Contiguinba, agindo em ações criminosas como roubos a estabelecimentos comerciais e agências dos Correios, homicídios e latrocínios.

Segundo o delegado Ronaldo Marinho, a prisão aconteceu após investigações que foram subsidiadas por informações da população. A prisão de Adelmo aconteceu no povoado Pedra Branca, onde estava abrigado na casa de parentes depois de ter sido atingido por um tiro durante um desentendimento com um desafeto em Aracaju.

"Adelmo é ex-presidiário e quando menor teve passagem pelo Cenam. Ele ficou conhecido quando tentou fugir através do muro da instituição e acabou recebendo uma carga elétrica, ficando com vários ferimentos de queimadura. Ele é apontado como autor de crimes de roubo, homicídio e latrocínio. É importante salientar que as prisões foram importantes graças a colaboração da população através do Disque-Denúncia 181", explicou Marinho.

Já Rogério foi surpreendido, também, na madrugada da última terça-feira (29) quando estava escondido na casa de parentes em Laranjeiras. Ele é apontado como um dos líderes de uma das organizações criminosas desarticulada pela polícia e que vinha atuando em casos de roubos, homicídios e latrocínios. "Rogério é um dos líderes do bando. Ele já foi preso antes e tem envolvimento em crimes como assaltos registrados em agências dos Correios de municípios do interior", salientou o delegado.

A operação contou com agentes civis da delegacia da cidade de Laranjeiras com o apoio de policiais civis da Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci) e da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), além de militares da companhia do município de Laranjeiras. De acordo com o tenente Luis Carlos Prudente, após as denúncias a equipe da PM foi encaminhada ao local e em parceria com os agentes civis conseguiram realizar as prisões. "Fomos ao local e juntamente com a Polícia Civil conseguimos êxito nas prisões. Trabalhamos em parceria com os policiais civis e isso vem facilitando o combate a criminalidade na região", destacou o oficial.

Golpe

Com essas prisões a Polícia deu um duro golpe na criminalidade, chegando a um total de 14 presos e dois adolescentes apreedidos envolvidos em crimes registrados na região do Vale do Cotinguiba. A ação fez com que o número de eventos criminosos ocorridos em agências dos Correios tivesse uma queda sensível.

"Esse trabalho de parceria entre as polícias Civil e Militar vem dando certo e continuará na região do Vale do Cotinguiba e em outros munícipios de Sergipe. Observamos que os registros de roubos aos Correios deram uma parada e a população local está mais tranquila", finalizou a coordenadoda da Copci, delegada Viviane Pessoa.

Fonte: SSP/SE