Sergipe

25/11/2011 às 17h24

Polícia descobre que criança de dois anos foi esfaqueada pelo vizinho

Redação Portal A8
O cenário do crime compõe e evidencia a tentativa de estupro (Reprodução: TV Atalaia)

O caso que chocou o bairro Santa Maria envolvendo uma criança de dois anos sofreu uma reviravolta nesta sexta-feira (25). A polícia chegou à conclusão que prendeu a pessoa errada, Luciano dos Santos, 29 anos, é inocente, e, o verdadeiro autor da tentativa de estupro e esfaquear a menina foi identificado como o próprio vizinho da vítima, Williames Ângelo da Silva, 18 anos. Ele confessou e detalhou o crime em depoimento prestado ao delegado Alessandro Vieira, mas disse que não tentou violentar a criança.

Apesar do acusado afirmar que não tentou violentar a criança, o cenário do crime compõe e evidencia a tentativa de estupro. Ele deixou três camisinhas fechadas na cama ensanguentada onde a criança estava. O delegado suspeita que Williames esfaqueou a criança para que ela não o reconhecesse depois do abuso sexual. O verdadeiro autor do crime vai responder por tentativa de homicídio, tentativa de estupro de vulnerável, lesão corporal e falsidade ideológica.

Williames Ângelo da Silva, 18 anos, confessou e detalhou o crime em depoimento prestado, mas disse que não tentou violentar a criança. (Reprodução: TV Atalaia)

O delegado afirmou que Luciano foi preso na manhã da quinta-feira (24) por causa do reconhecimento da mãe, que estava muito nervosa e sem condições de analisar a situação, e pelo depoimento do próprio vizinho, autor do crime. "O caso está efetivamente fechado. Nós conseguimos identificar Williames como o verdadeiro autor, ele foi visto pulando o muro da casa por duas testemunhas. Como percebeu que todos os vizinhos estavam saindo das casas para saber o que estava acontecendo, ele começou a simular que também queria prestar socorro. A frieza dele foi tão grande, que o mesmo entrou na casa novamente, socorreu a vítima, conversou com os familiares, e ainda, indicou à polícia que viu um homem moreno e baixo correndo em direção ao mangue. Com base no depoimento dele, a polícia prendeu Luciano. E, a mãe da criança, muito nervosa, o reconheceu como autor do crime também e a prisão do rapaz foi efetuada", relata o delegado Alessandro Vieira, 9ª Delegacia Metropolitana.

Luciano dos Santos, 29 anos, foi preso na manhã da quinta-feira (24), mas segundo a polícia é inocente. (Divulgação: SSP/SE)

A família de Luciano dos Santos está indignada, pois ele ainda continua preso. "Ele é inocente. Ele estava em casa durante a manhã toda, saiu apenas para lavar o cavalo, e logo depois recebi uma ligação da polícia", desabafa a esposa do acusado. Luciano só vai ser solto quando receber autorização judicial, já que o caso foi encaminhado para fórum e não é mais de competência do Delegado.

Estado de saúde da criança

A menina passou por cirurgias na quinta-feira (24) para suturar cortes no pescoço e nas costas. Segundo a assessoria de comunicação do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), ela se recupera bem.

O crime

No início da manhã da última quinta-feira (24) um homem encapuzado invadiu uma casa no bairro Santa Maria. Na casa estavam a menina de dois anos, que estava dormindo, e a mãe que estava dando de mamar para o bebê recém-nascido em outro cômodo da pequena casa. Depois de ouvir barulhos no quarto da menina, a mãe foi verificar o que estava ocorrendo. Ela se deparou com o homem encapuzado, a filha ensanguentada e três camisinhas em cima da cama. Com o nervosismo, a mãe desesperada tentou tirar o capuz que escondia o rosto do criminoso, e ele revidou com vários socos no rosto dela.