Sergipe

22/11/2011 às 16h32

Confirmada a existência do “Louco da Seringa” em Indiaroba

Redação Portal A8

O "Louco da Seringa" foi preso na cidade de Itaporanga na manhã desta terça-feira (22) em sítio. Ele foi identificado como Adalto Conceição Rosa, 32 anos, e estava escondido no fundo de uma casa no município. O acusado ficou conhecido como o "Louco da Seringa" depois que foi visto por várias pessoas com uma seringa na mão promovendo assaltos e arrombamentos em cidades do interior de Sergipe. Para ameaçar as vítimas ele dizia que era portador do vírus HIV e que iria furá-las. Adalto arrombava casas nos povoados da região e sempre agia de mesma forma.

Como a fama de "O Louco da Seringa" se espalhou rapidamente no município de Indiaroba, ele resolveu aterrorizar o município de Itaporanga, local onde já tinha praticado vários crimes meses atrás.

O suspeito negou todas as acusações e disse que não usava nenhuma seringa para ameaçar as pessoas. Confessou que é portador do vírus HIV desde 2002 e foi contaminado depois de relação sexual sem uso do preservativo.

Segundo a polícia, ainda não foi confirmada nenhuma vítima de Adalto, mas, ele será encaminhado a Aracaju para procedimentos e investigações. As pessoas que foram vítimas do acusado devem procurar a polícia para reconhecimento, e caso tenham sido furadas com a seringa, devem procurar o hospital mais próximo.

Polícia Civil desmente que acusado de furto tentou contaminar crianças com HIV

A Polícia Civil não confirma que o homem preso nesta terça-feira (22) em Itaporanga, tentou contaminar com o vírus HIV crianças de uma escola de Indiaroba. Adalto é acusado de ter praticado arrombamentos a residências em povoados de Itaporanga. Ele começou a agir no município há pelo menos três meses.

Segundo o delegado de Indiaroba, Omar Santos, ele foi preso há 15 dias acusado de furtar um cavalo, mas acabou solto por determinação judicial. O delegado disse que não há nenhum registro na delegacia informando que Adalto teria utilizado uma seringa contaminada com HIV para infectar pessoas. "Constatamos que de fato Adalto tem AIDS e que por causa disso seus familiares expulsaram ele de casa. Tal fato provocou muita confusão na vizinhança, o que talvez tenha gerado estes boatos", disse

De acordo com o chefe de captura da Delegacia de Itaporanga, Israel Sarmento, Adalto chegou ao povoado Duro por volta das 3 horas da madrugada desta terça-feira. "Ele pretendia ficar escondido num sítio de um conhecido, mas como já praticou vários arrombamentos naquela localidade foi logo reconhecido e denunciado por populares", disse o policial.

Adalto negou que tentou contaminar crianças com o vírus HIV, mas confessou a prática de vários furtos ocorridos nos últimos três meses em Itaporanga. Ele disse que está deprimido com o abandono da família e que é viciado em crack. O acusado encontra-se preso à disposição da Justiça.

Com informações da SSP/SE

Reportagem completa no Jornal do Estado 2ª Edição