Sergipe

22/11/2011 às 08h02

Orquestra Sinfônica realizará concerto em homenagem ao Dia do Músico

Redação Portal A8

Homenagear aqueles que desenvolvem a arte da música. Esse é um dos motivos que levará a Orquestra Sinfônica de Sergipe (Orsse) ao palco do Teatro Tobias Barreto, na próxima sexta-feira (25). Na oitava edição da série ‘Cajueiros`, a orquestra homenageia os músicos sergipanos com a apresentação da obra Choros nº6, de Heitor Villa-Lobos, interpretada pela primeira vez em Sergipe. Os ingressos para esta apresentação, que tem início às 20h30, já estão à venda na bilheteria a preços populares.

Mantida pelo Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), com patrocínio do Instituto Banese e apoio da Fundação Aperipê e Segrase, a Orsse continua a fomentar a música clássica entre a população e a propiciar ao público sergipano contato com renomados músicos nacionais e internacionais. Para esta ocasião, o convidado é o maestro titular da Orquestra de Câmara do Amazonas, Marcelo de Jesus, que regerá a sinfônica sergipana.

Segundo o diretor artístico e regente titular da Orsse, Guilherme Mannis, Marcelo de Jesus é um grande talento da nova geração de maestros brasileiros, e suas interpretações sempre contribuem para o crescimento artístico da orquestra. "É vital que a Orsse tenha a capacidade de ter estreitas relações com a Amazonas Filarmônica, e que possa, num futuro próximo, realizar importantes trabalhos com essa orquestra", afirma.

Para esta apresentação, o repertório é composto por peças que utilizam a orquestra em sua plenitude. A Sinfonia em Dó menor, de Bellini, evidenciará a grande ligação do Maestro Marcelo de Jesus com a música lírica, especialmente ao bel canto. Já "Os Prelúdios", de Franz Liszt, é um poema sinfônico composto acerca das "Meditações Poéticas" de Afonso de Lamartine, e tem sua inspiração na base poética. A peça será executada ainda em homenagem ao ano Liszt, pois em 2011 é comemorado o bicentenário de nascimento deste compositor.

O grande destaque da noite são os "Choros Nº 6", do Patrono da Música Clássica, Heitor Villa-Lobos. A obra é das mais complexas para orquestra sinfônica. Desdobrada em um caleidoscópio de cores e formas musicais tipicamente brasileiras, a peça utiliza grandiosamente os instrumentos de percussão e sofre influência dos impressionistas franceses, como Debussy e Ravel. "Um concerto vigoroso e que celebra uma profissão muito séria e repleta de bons talentos, inclusive em Sergipe", finaliza o maestro.

Valor do ingresso:  R$ 15 (inteira) e R$ 7,50 (meia)

 

Fonte: ASN