Sergipe

16/11/2011 às 18h23

Terreiros de candomblé discutem intolerância religiosa em Sergipe

Redação Portal A8

Iniciativas para o combate ao preconceito religioso no estado de Sergipe foram discutidas na manhã desta quarta-feira (16) no auditório da OAB, durante a audiência pública realizada pela Secretaria de Estado dos Direitos Humanos, junto ao Centro de Tradição Afro-Brasileira - CETRAB/S. A conquista da Lei 7.054/2010, que estabelece a data de 21 de Janeiro como o Dia Estadual de Combate à Intolerância Religiosa, de autoria da deputada Ana Lúcia Vieira (PT), deve fortalecer a mobilização local contra práticas preconceituosas e de intolerância.

Durante a audiência pública, o Fórum Sergipano das Religiões de Matriz Africana divulgou uma carta propondo uma agenda ao Governo de Sergipe para os três próximos anos. Nela o grupo de entidades coloca em pauta a necessidade do mapeamento dos Terreiros de Sergipe, da implementação da Lei 10.639/2003, da construção do Espaço Sagrado para utilização nas cerimônias da Religião de Matriz Africana, a criação do Programa Estadual de Construção, Reforma e Obras para os terreiros de Candomblé e Centros de Umbanda de Sergipe, a criação de um programa de inclusão social através de cursos profissionalizantes como fonte de geração de emprego e renda para as comunidades de terreiro, entre outros tópicos.