Sergipe

16/09/2011 às 15h13

Sergipe supera meta do Ministério da Saúde para vacinação contra pólio e sarampo

A segunda etapa da campanha teve como público-alvo crianças na faixa etária entre 0 e 5 anos

Redação Portal A8

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) fez um balanço preliminar da segunda etapa da campanha de vacinação contra a poliomielite, a paralisia infantil, e a tríplice viral, - sarampo, rubéola e caxumba - que encerra nesta sexta-feira (16). Os resultados apontam que a mobilização realizada pela SES já superou as metas do Ministério da Saúde (MS).

A segunda etapa da campanha contra a poliomielite teve início no dia 13 de agosto e teve como público-alvo crianças na faixa etária entre 0 e 5 anos. Já a tríplice viral, iniciada na mesma data, atingiu o público infantil entre 1 e 7 anos.

A gerente do programa Estadual de Imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da SES, Sândala Teles, apresentou os números da campanha de imunização contra a paralisia infantil, que superam as metas exigidas pelo MS. "Até o momento, o sistema já registra que 103% da população-alvo foi imunizada. O número aponta que vacinamos também crianças de outros estados", explicou .

Ainda sobre a poliomielite, a gestora mostrou que os municípios fizeram o dever de casa adequadamente a partir da mobilização iniciada pela SES. "Em Sergipe, temos 75 municípios e 74 deles atingiram o mínimo de 95 % da população imunizada ou mais", declarou.

Tríplice Viral

A campanha para aplicação da vacina Tríplice Viral também já apresenta os números de imunização positivos. "O número mínimo de crianças esperadas para tomar a vacina contra o sarampo, rubéola e caxumba foi de 197.256, o que representa a meta de 95%. Já alcançamos o total de 97,5% do público alvo", informou a gestora.

Apesar dos dados ainda não estarem finalizados devido ao não encerramento da campanha, um grande número de municípios já apresentou resultados positivos. "84% dos municípios sergipanos conseguiram imunizar pelo menos 95% das suas crianças", contabilizou Sândala Teles.

 

Fonte: PMA