Sergipe

09/09/2011 às 17h23

Filho de mulher encontrada morta no Rio do Sal está desaparecido

Redação Portal A8

O corpo encontrado na tarde dessa quinta-feira (08) no Rio do Sal foi identificado como sendo da dona de casa Ângela dos Santos Gonzaga, 32 anos. A mulher estava desaparecida desde a última segunda-feira, quando saiu de casa com seu filho, um bebê de apenas dois meses que continua desaparecido.

Revoltados com a violência sofrida pela vítima, familiares de Ângela suspeitam que o crime tenha sido passional. Para Manoel Messias, pai da vítima, o marido da filha agiu com a ajuda da amante. "Ele sempre bateu muito nela e nos últimos tempos ele queria que a minha filha desse o menino para a amante criar", revelou. Ainda segundo Manoel, a família queria denunciar o agressor, mas Ângela não permitia a denúncia.

Adriana Gonzaga, prima da vítima, também acredita que o marido de Ângela seja o autor do homicídio. "Ele já sabia do desaparecimento dela desde segunda, mas só avisou para a gente na quarta a noite", declarou Adriana que ressaltou. "Ela sofria muito com ele, sempre chegava aqui com hematomas pelo corpo e era obrigada pelo marido a pedir dinheiro nas ruas", afirmou.

Ângela deixou seis filhos, sendo que cinco deles foram doados a familiares e amigos, já que a mulher não tinha condições financeiras de cuidar das crianças. Diante da morte trágica a família pede justiça. "Queremos que os culpados paguem por isso, ela não merecia morrer assim. Também queremos saber o paradeiro do menino. A justiça tem que ser feita", desabafou Adriana.