Sergipe

18/08/2010 às 15h03

MPF e Instituições divulgam nota de repúdio ao atentado contra desembargador

Redação Portal A8

Após a tentativa de homicídio contra o desembargador Luiz Antônio Araújo de Mendonça, presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o Ministério Público Federal em Sergipe e Instituições divulgaram em nota repúdio e solicitam providências para elucidar o crime.

O Ministério Público Federal em Sergipe requisitou formalmente à Polícia Federal a instauração de inquérito policial para apurar o atentado sofrido pelo Desembargador Luiz Antônio Araújo Mendonça, Presidente do Tribunal Regional Eleitoral em Sergipe, e por seu motorista Jailton Pereira Batista.

O Procurador Regional Eleitoral Ruy Nestor Bastos Mello e o Procurador da República Paulo Gustavo Guedes Fontes, autores da requisição, entendem conveniente a atuação da Polícia Federal porque o desembargador exerce o cargo de Presidente do Tribunal Regional Eleitoral, que é considerado um órgão federal.

Os procuradores informaram o fato ao Procurador Geral da República Roberto Monteiro Gurgel Santos e mantiveram contato também com o Gabinete do Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ministro Ricardo Lewandowski, que levará o caso ao conhecimento do Ministro da Justiça e solicitará atenção especial para sua apuração.

O Ministério Público Federal em Sergipe se solidariza com o Desembargador Luiz Antônio Araújo Mendonça, seu motorista Jailton Pereira Batista e suas famílias.

Amase e AMB

A Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase) e Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) também divulgaram nota de repúdio:

A Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase), com o apoio da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), vêm, por meio desta nota pública, repudiar o atentado praticado contra o desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe, também presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe, Luiz Antônio Araújo de Mendonça.

As entidades também manifestam solidariedade à família do desembargador assim como a do seu motorista, Jailton Batista Pereira, que fora atingido no atentado. A Amase e a AMB cobram rigor na apuração do caso e anunciam que envidarão todos os esforços no sentido de exigir e auxiliar os órgãos competentes na elucidação dos fatos e responsabilização dos culpados.

Paulo César Cavalcante Macêdo
Presidente da Amase
Mozart Valadares Pires
Presidente da AMB

 

Com informações do MPF