Sergipe

12/05/2010 às 16h16

MPE tenta solucionar problemas em maternidades públicas

Durante a reunião a Secretaria da Saúde se comprometeu em aumentar o número de leitos imediatamente

Redação Portal A8
Representantes do MPE vão fiscalizar durante 60 dias (Foto: Sérgio Ferreira)

Depois das mortes de bebês nas duas maternidades públicas de Aracaju, o Ministério Público Estadual (MPE) durante uma audiência realizada na manhã desta quarta-feira (12) cobrou medidas urgentes da Secretaria Estadual de Saúde. A primeira determinação será resolver o problema da superlotação nas unidades de saúde.

Ao todo são 174 leitos nas duas maternidades, número que não atende a demanda. No último mês foram registradas cinco mortes de recém nascidos e em todos os casos os familiares denunciaram negligência por parte das maternidades Nossa Senhora de Lourdes e Santa Isabel.

Ao final da reunião a Secretaria de Estado da Saúde se comprometeu em aumentar o número de leitos de forma imediata, com a ampliação serão 11 leitos a mais na maternidade Santa Isabel e 17 para Nossa Senhora de Lourdes. O MPE irá monitorar durante 60 dias para assegurar o cumprimento das determinações.

Ainda segundo informações da Secretaria as maternidades enfrentam esses problemas, pois 55 % dos partos realizados são de mulheres provenientes do interior do Estado.