Sergipe

29/04/2010 às 12h33

Sergipe tem lugares belíssimos, diz apresentador da Record

Eu realmente fiquei encantado com a região do Canion do São Francisco e recomendo

Redação Portal A8

O empresário e também apresentador Álvaro Garnero esteve visitando Sergipe para a gravação do programa 50 por 1, exibido pela TV Record. Durante um intervalo nas gravações o portal Atalaia Agora aproveitou para um "bate-papo" com o apresentador que falou do turismo nacional e em Sergipe. Álvaro também comentou sobre o seu programa e a respeito da vida de viajante.

Atalaia Agora: Como surgiu a idéia de fazer o programa 50 por 1?

Álvaro Garnero elogiou o litoral sergipano (Foto: Atalaia Agora)

Álvaro Garnero: A idéia surgiu dos meu dois diretores, o Sérgio Amâncio e o Sérgio Augusto, que são também diretores há sete anos do programa Aprendiz. O programa é baseado em uma série apresentada pela BBC inglesa que mostra alguns roteiros de viagens, a partir daí os diretores tiveram a idéia de mostrar as 50 experiências mais interessantes das mais de 70 viagens que já fiz. De cada pais, a gente procurou extrair os pontos mais marcantes para mostrar.

A.A: Porque só agora na terceira temporada do programa foram escolhidos roteiros nacionais?

A.G: Na primeira temporada que foi uma série com 50 episódios e queríamos mostrar 50 países diferentes. O sucesso foi grande do programa e resolvemos fazer a segunda temporada com roteiros diferentes. Foi uma temporada de seis meses e exibimos rotas com meios de transporte diferenciados, a idéia era mostrar o lugar através de um meio de locomoção inesperado. Nós fizemos os impérios antigos de barco, no Zimbábue cruzamos a pé, a Provença de bicicleta, em cada país traçávamos rotas. Aí surgiu a proposta para a terceira temporada e começamos a nos perguntar porquê não o Brasil, já foram 12 programas e acredito que até o início de julho a gente consiga cobrir todos os Estados.

A.A: Essa já é a segunda vez que você vem a Sergipe, o que mais chamou sua atenção nas terras sergipanas?

A.G: Sergipe é um lugar pequeno, mas inacreditável. Tem a região dos Canions, que é um lugar muito bonito e acredito que seja uma região com boas oportunidades de negócios no ramo de hotelaria. Aqui em Aracaju a gastronomia me encantou, tem muitos restaurantes legais com comidas típicas da região. O litoral é muito bonito, sem falar do povo que é muito acolhedor.

A.A: Para você o que é mais interessante durante as gravações do programa, conhecer os lugares ou as histórias e figuras inusitadas?

A.G: Sem dúvida nenhuma eu prefiro conhecer as histórias e as pessoas. Aqui em Sergipe mesmo conheci figuras muito interessantes como a dona Alzira que faz as rendas. Eu acho que é gente que o povo brasileiro precisa conhecer, dos 72 países que já visitei os brasileiros são sem dúvida o mais acolhedor e o mais alegre. As histórias do nosso país são marcantes, de pessoas batalhadoras e por isso que o Brasil, hoje, é um país que tá na moda e acredito que antes de 2014 será a quinta economia mundial.

A.A: Como é essa vida de viajante?

A.G: Eu sempre falo que a melhor viagem é a de volta para casa. Tenho um filho então é complicada essa ausência familiar, mas é um sonho de todo brasileiro poder viajar e eu sei que sou um privilegiado de poder mostrar tantas culturas e diversidades para as pessoas. Apesar do sacrifício de ficar longe da família, dá muita alegria saber que as pessoas acompanham o programa e também viajam junto comigo, essa interação é gratificante.

Uma das gravações do 50 por 1 foi realizada no Oceanário de Aracaju (Foto: Atalaia Agora)

A.A: Depois de tantos roteiros ainda é possível se surpreender com algumas histórias?

A.G: Sempre! Semana passada estive na Paraíba foi uma experiência muito boa, agora aqui em Sergipe histórias fantásticas. Também estive no Pantanal que foi uma região de uma natureza maravilhosa, então o Brasil tem me encantado. Na verdade eu conhecia muito mais o exterior do que o meu país e hoje o Brasil tem me dado muito orgulho, costumo dizer que o nosso país são vários em um único território, pois cada lugar tem sua gastronomia, sua cultura, sotaques, realmente é um país muito diversificado.

A.A: O que você achou do turismo em Sergipe?

A.G: Eu recomendo o Estado, pois tem lugares belíssimos e eu realmente fiquei encantado com a região do Canion do São Francisco, recomendo para todos que vierem a Sergipe. Na verdade o povo brasileiro tem que olhar mais para o próprio país e explorar mais a nossa terra. Sei que o turismo nacional acaba sendo muitas vezes caro, principalmente por conta da estrutura aérea para o nordeste que é ainda um pouco complicada, mas espero que isso melhore, que o Ministério do Turismo dê um foco maior nisso, pois viajar pelo Brasil é um prazer imenso.