Sergipe

06/04/2010 às 11h24

Família acusa policiais militares de espancamento

Redação Portal A8

A família participou de um encontro com o secretário de Segurança Pública (Foto: Atalaia Agora)
Revolta e indignação. Estes são os sentimentos do casal Ricardo Miguel dos Anjos e Maria José Pereira. Eles acusam três policiais militares de espancá-los, na tarde da última quinta-feira (1º). O fato aconteceu em frente a um supermercado, na avenida Gasoduto, no conjunto Orlando Dantas, zona sul da capital.

Segundo Ricardo Miguel, eles estavam chegando ao supermercado quando foram abordados pelos militares que estavam fortemente armados.

"Um deles disse que era para eu colocar as mãos na cabeça. Meio atônito com o que estava acontecendo, argumentei que não era bandido, que estava indo ao supermercado comprar ovos de Páscoa para os meus filhos. Ele começou a gritar me mandando calar a boca e a me chutar nas costas. Quando a minha esposa viu começou a gritar e pedi para que ele parasse. Então ele começou a chamá-la de vagabunda e deu um tapa no rosto dela. Meu enteado de quatro anos começou a chorar e foi socorrer a mãe, então o policial empurrou a criança", contou Miguel.

A agressão de um dos policiais deixou o pé da mulher quebrado (Foto: Atalaia Agora)

Toda a ação foi presenciada pelos três filhos e também por várias pessoas que estavam no supermercado. "Eles estavam com aspectos de embriagados. Estamos revoltados porque a segurança pública que deveria defender os cidadãos de bens, escorrega na obrigação por ter na corporação militares que andam na contra mão da lei. Para nossa família aqueles policiais são piores que bandidos", disse.

Audiência

De acordo com informações do assessor de comunicação da Secretaria de Segurança Pública, Lucas Rosário, na tarde desta terça (06), às 16 horas, o casal será recebido pelo secretário de Segurança Pública, João Eloy. O secretário vai ouvir a denuncia e abrir procedimento para apurar o comportamento desses policiais.