Sergipe

25/03/2010 às 17h06

Mais duas pessoas são presas e assassinato é solucionado

Redação Portal A8

 

O autor dos disparos usou este revólver calibre 38 (Foto: Sérgio Ferreira)

O assassinato da comerciante da cidade de Malhador, Jaqueline Souza Mecena, 28 anos, já foi solucionado. Esta é a conclusão da Polícia Civil de Itabaiana. Na manhã desta quinta-feira (25) foram presas mais duas pessoas, sendo que uma delas estava com a arma utilizada para executar a vítima, um revólver calibre 38.

A arma foi encontrada com Adilson de Jesus Santana, 29 anos, que estava escondendo o revólver desde o dia do crime, mas apesar de ter a posse da arma ele apontou Gilson dos Anjos, conhecido como "Rato", 58 anos, como o proprietário do armamento.

Os dois são acusados de participarem do crime de forma indireta (Foto: Sérgio Ferreira)

 

Com a prisão de Gilson, a polícia descobriu que arma havia sido emprestada para Ronaldo Mota dos Santos, 26 anos, que já havia sido preso no dia do crime, mas negava a participação no homicídio. Em um novo depoimento Ronaldo acabou admitindo a autoria dos disparos.

Segundo a polícia o caso já está resolvido e a versão apresentada por Maria Sônia de Melo, 32 anos, será descartada. "Ela se contradiz a todo momento, o crime foi uma encenação para tentar evitar o pagamento da dívida", afirmou o delegado. "Essas duas pessoas presas hoje serão indiciadas, por porte ilegal de arma e também pelo crime de partícipe", explicou.

Ronaldo confessou ter sido contratado para executar o plano de Sônia. "Ela me contratou por R$700, fomos até um local afastado e eu disparei quatro tiros contra a moça, depois fugi do local, mas ela continuou lá", contou.