Sergipe

27/01/2010 às 17h31

Operação `Muleta` prende acusados de fraudarem o DPVAT

Foram cumpridos mandados nas cidades de Canindé de São Francisco e Nossa Senhora das Dores.

Redação Portal A8

Após cerca de quatro meses de investigação a Polícia Civil de Alagoas, em conjunto com a polícia sergipana, realizaram o cumprimento de nove mandados de prisão e dez de busca e apreensão, sendo que dois deles foram cumpridos nas cidades de Canindé de São Francisco e Nossa Senhora das Dores, em Sergipe. A operação denominada de ‘Muleta`, foi feita pela Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), de Alagoas e prendeu uma quadrilha acusada de fraudar o DPVAT, seguro obrigatório por danos em acidentes de trânsito.

Em Canindé, foram presos os corretores de seguros Manoel Jailton Feitosa, 44 anos, e Jairo Gomes da Silva, 52 anos. Com este a polícia apreendeu uma pistola e munições. De acordo com o delegado Fábio Ferreira, os homens simulavam ocorrências para conseguir dinheiro do seguro. "Ainda não sabemos o valor exato desviado, mas em cada fraude eles faturavam pelo menos R$ 13 mil", explicou.

Os dois homens foram encaminhados para Alagoas, onde ficarão a disposição da justiça. Segundo o delegado alagoano Rodrigo Sarmento, oito pessoas foram presas e um advogado conseguiu fugir. Ainda de acordo com a polícia, as investigações continuam e novos nomes podem surgir.

Em Alagoas, foram presos os advogados Francisco Crispi, Kelmanny Michael dos Santos Freire (neto do empresário José de Alexandre) e Cristiano Gama de Melo, todos de Arapiraca, José Valmor Tiaro de Souza Silva e Carlos André Marques dos Anjos, a serventuária da Justiça Valkíria Malta Gaia Ferreira. O advogado Rogério Cavalcante, irmão de um juiz, está foragido.

 

Os dois são cabeças de uma quadrilha sergipana (Foto: Atalaia Agora)
Na ação também foi apreendida uma pistola .40 e munições (Foto:Atalaia Agora)