Sergipe

10/10/2009 às 11h30

Laranjeiras realiza Lambe-sujos x Caboclinhos

Redação Portal A8

O município de Laranjeiras, distante 23 quilômetros da capital realiza amanhã a manifestação popular Lambe-Sujo x Caboclinhos. A brincadeira representa as

Lambe Sujo (Foto; Olhares.com)
perseguições e batalhas entre negros escravos e índios domesticados pelos senhores de engenhos no período do Brasil colonial. Ela conta a história dos escravos africanos e como suas fugas e artifícios confundiam os capitães - do -mato.

O próprio termo Lambe Sujo vem da camuflagem que os escravos aplicavam sobre o corpo para facilitar sua fuga. A luta entre estes e os índios, devido à instalação dos quilombos em territórios dos caboclinhos, e o conflito são encenados durante as festividades.

Lambe Sujo (Foto: Olhares.com)

No Lambe-Sujo existem as figuras do rei, dos feitores, da mãe Suzana, da princesa e do negros. Os participantes pintam a pele com uma mistura de pó de carvão e óleo e trajam calção e gorro vermelhos e andam de pés descalços e com uma arma, uma foice de madeira. Já nos Caboclinhos, as figuras são o rei e a rainha, o cacique, o pajé e o s caboclinhos. Eles usam traje convencional de índio, saiote e cocar de penas.

Após uma alvorada festiva com fogos e tambores, os negros tentam roubar a rainha dos caboclinhos, mas são presos e levados de porta em porta pelos caboclinhos, para que paguem pela sua liberdade. Eles pedem: Dá Iô Iô (dá senhor). A tarde, há uma tradicional batalha na praça da cidade entre os Lambe-Sujos e os Caboclinhos pela libertação da rainha.

Toda a teatralidade é acompanhada por toques de ganzás, pandeiros, cuícas, tambores e reco-reco, em um ritmo já popularmente conhecido como Samba Nêgo.

O Lambe-Sujo x Caboclinhos acontece todos os anos no 2º domingo de outubro.