Sergipe

07/10/2009 às 18h31

Moradores do Robalo prometem protesto por atraso em obra

A população, se diz cansada de esperar pelas obras de escoamento e promete realizar manifestação

Redação Portal A8

Os moradores do Povoado Robalo, Zona de Expansão de Aracaju, prometem realizar manifestação contra a Empresa Municipal de Urbanização (EMURB) devido ao atraso nas obras para resolver os problemas de alagamentos da região.

Segundo informações dos moradores, a água está estagnada há vários meses e os órgãos competentes não apresentaram qualquer solução para o caso e várias casas encontram-se ilhadas. Além do transtorno, há sérios riscos de contrair doenças e até de comprometimento da estrutura das construções, podendo alguma casa desabar.

Para José Firmo, presidente da Associação Desportiva, Cultural e Ambiental do Robalo (ADCAR), as respostas do órgão da prefeitura são apenas uma forma de não realizar o serviço. "A Prefeitura age com muita irresponsabilidade com esses moradores que estão sofrendo há vários meses.", reclama Firmo.

Os moradores tentarão um acordo será feita, mas caso não obtenham resultados prometem um grande protesto. Na próxima semana uma reunião dos moradores atingidos pelas águas represadas nas lagoas definirão o tipo de protesto. Segundo José Firmo, pode ser o bloqueio das rodovias dos Náufragos e José Sarney em uma manhã de domingo ou um ato em frente ao Centro Administrativo da Prefeitura de Aracaju.

Segundo a assessor de comunicação da EMURB, Ademar Queiroz, serviços de macrodrenagem estão sendo realizados diariamente no local. "As máquinas da prefeitura estão lá para desobstruir as regiões mais criticas, os moradores devem nos informar os locais que estão alagados para que possamos executar a obra", explicou. Ainda de acordo com ele, os projetos de construção dos canais já estão prontos, mas a prefeitura está esperando a liberação da verba, que depende de autorização do Governo Federal.

 

A água acumulada nos terrenos ajuda na procriação dos insetos (Foto: José Firmo)
A população espera a construção dos canais para o escoamento da água (Foto: José Firmo)