Sergipe

07/10/2009 às 11h48

PF fecha provedor de Internet clandestino em Aracaju

Redação Portal A8

A Polícia Federal em Sergipe, acompanhados de fiscais da ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações), realizou na manhã desta quarta-feira (07), a operação Conexão, que cumpriu dois mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal no condomínio Moradoras do Mediterrâneo na avenida Adélia Franco, zona sul de Aracaju. A ação teve como objetivo de fechar um provedor de internet clandestino, identificado como Internet Fácil. Segundo o contrato social da empresa são donos o tenente-coronel da Policia Militar, Eliezer Silva Santana, e a sua esposa Andreia Menezes.

Nove prédios e cerca de 180 apartamentos utilizavam os serviços de um provedor de Internet instalado no mesmo local. Os moradores não tinham ciência da clandestinidade do serviço, pois o proprietário do provedor apresentava licença de funcionamento falsa da ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações).

De acordo com a assessora de comunicação da Polícia Federal, Mônica Horta, essa é a segunda vez que a empresa é notificada, sendo que da primeira vez foram lacrados os equipamentos de informática. "O proprietário pode ser condenado por violação de lacre e desenvolvimento de atividades clandestinas de telecomunicação. A pena para esse tipo de crime é de até quatro anos de detenção", explicou.

Foram apreendidos roteadores, modens, computadores e cabos. O proprietário da empresa de Internet responderá pelos crimes de desenvolver clandestinamente atividades de telecomunicação (rádio pirata), por uso de documento falso e por violação de lacre. O Inquérito Policial segue em segredo de justiça.

O coronel Eliezer, que atualmente está lotado no gabinete do sub-comandante da PM, não foi encontrado por nossa equipe no Quartel Central.

Com informações da PF

 

Equipamentos com lacre violado foram apreendidos (Foto: Atalaia Agora)
Empresa Internet Fácil já havia sido notificada anteriormente (Foto: Atalaia Agora)