Sergipe

05/10/2009 às 20h08

Professores protestam contra péssimas condições de escolas

Professores paralisam atividades contra as péssimas condições de trabalho e baixos salários

Redação Portal A8

Professores municipais de Capela, distante 82 quilômetros de Aracaju, realizaram nesta segunda-feira (05) uma caminhada pela cidade em protesto às péssimas condições de trabalho. A categoria, que decretou greve por tempo indeterminado, também reivindica o cumprimento da Lei do Piso Salarial. Com a paralisação cerca de 5 mil alunos, de 33 escolas da cidade e dos povoados estão sem aulas.

De acordo com o professor Robson Santana, a educação em Capela passa por momentos difíceis e a greve não se resume ao pedido de ajuste salarial. " As crianças e adolescentes estão em escolas sem nenhuma condição de estudo. Os prédios não tem condições físicas para abrigar os alunos, além dos problemas de transporte inadequado e merenda escolar insuficiente", denunciou.

Ainda segundo informações do professor, o prefeito não apresentou nenhuma proposta oficial para a categoria. "No último sábado o prefeito armou um palanque e divulgou um aumento de 3,54%, índice abaixo do desejado. Além disso, as folhas de pagamento não foram entregues para que a nossa classe fizesse os comparativos", explicou.

Segundo a assessoria do prefeito Sukita, no último sábado foi realizado um Ato Público e na ocasião foi exposto à população um resumo da aplicação do FUNDEB 2009, dentre outras informações relacionadas à educação no município.

 

Instalações elétricas improvisadas podem provocar acidentes (Foto:Robson Santana)
Professores reclamam das péssimas condições de trabalho (Foto:Robson Santana)