Sergipe

26/09/2009 às 20h04

Máfia Papa Defunto é flagrada em Hospital Público de Aracaju

Redação Portal A8

Após denúncias a polícia efetuou a prisão do funcionário do necrotério do Hospital de Urgências de Sergipe (HUSE), Marcos Barreto de Moura, 48 anos. O homem foi preso em flagrante negociando a aplicação de formol em cadáveres de pacientes que faleceram no hospital. A aplicação, que só pode ser feita com autorização médica e sem custos, chegava a custar até R$ 300 reais.

Há cerca de um mês a polícia recebe denúncias a respeito da máfia ‘Papa Defunto`, que foi flagrada após a denúncia de Rosimeire Feitosa, vítima de extorsão. A senhora perdeu a mãe no último dia 23 de setembro e recebeu a proposta da quadrilha. "Fui abordada por um senhor chamado ‘Dias` ele me cobrou R$ 100 para fazer a aplicação de formol. Ele ainda disse que estava cobrando barato pois o preço normal é de R$ 300," explicou a vítima que fingiu aceitar a proposta e marcou um encontro para entregar o dinheiro.

Após receber as informações, um policial disfarçado - que passando por filho de Rosimeire Feitosa - acompanhou o momento da entrega do pagamento. Com uma câmera escondida o policial do serviço velado registrou o flagrante e prendeu o funcionário que apresentou resistência e tentou fugir, mas foi capturado.

Segundo informações da polícia as investigações continuam, pois é possível que outros funcionários do hospital também estejam envolvidos na máfia juntamente com algumas funerárias. A ação foi uma operação da Radiopatrulha em conjunto com a Secretaria do Estado da Saúde.

 

 

Funcionário foi preso no momento em que recebia o dinheiro. (Foto: Atalaia Agora)