Sergipe

24/09/2009 às 17h15

Vendedores ambulantes do Mercado Central são capacitados

Redação Portal A8

Com o objetivo de construir com os feirantes do Mercado Albano Franco um outro ambiente de trabalho, que contempla a saúde e a higiene, está sendo realiza capacitação para vendedores ambulantes.

A primeira parte do curso teve inicio na última segunda-feira (21) com a participação de um grupo com mais de 50 comerciantes. No início estão sendo focados os comerciantes do mercado que lidam com peixes e carnes pois segundo avaliação do Mopes e da Associação dos
Comerciantes do Mercado Albano Franco - ACOMAF eles são os mais atingidos tanto pelos problemas da higienização do ambiente, como pelos cuidados que precisam ter na manipulação dos alimentos comercializados.

Os cuidados ao lidar com alimentos são importantes, já que o alimento é vida. Caso contrário, ele pode estar levando para o consumidor algum tipo de infecção, se o produto não estiver devidamente acondicionado."Agente quer não é só padronizar e higienizar o ambiente, mais acima de tudo fazer com que esse vendedor seja um cidadão consciente do seu trabalho", disse a chefe do Dipro, ao adiantar que com uma boa apresentação as vendas tendem a crescer e ele terá certamente uma maior renda.

Para Heleonora Cerqueira, diretora do Departamento de Inclusão rodutiva - DIPRO/Seides pretende desenvolver esse trabalho no mercado semelhantemente ao existente com os vendedores ambulantes da Orla de Atalaia. A intenção é padronizar através de um jaleco que o identifique de acordo com a cor qual é o tipo de alimento que comercializa. Até porque no mundo de hoje o cuidado com a manipulação do alimento e a forma de apresentação também contam.

O curso está sendo realizado pela Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social - Seides, em parceria com o Movimento Popular de Saúde - MOPES, com a Associação dos Comerciantes do Mercado Albano Franco - ACOMAF.

 

Fonte: ASCOM/SEIDES