Sergipe

20/03/2009 às 11h23

Rodízio poderá ser retomado na segunda-feira

Redação Portal A8

Os aracajuanos devem se preparar. Se não chover nesse final de semana o suficiente para aumentar o volume de água no rio Poxim a Deso vai retomar o sistema de rodízio. O anuncio foi feito agora a pouco pelo presidente do órgão, Max Montalvão. Ele explica que à medida vai depender da chegada das chuvas e que os consumidores não tomem como surpresa se amanhecerem sem água nas torneiras a partir dessa segunda-feira (23).

Moradores (Foto: Douglas Magalhães )

 

O planejamento do rodízio será o mesmo montado na primeira etapa do processo que ocorreu em fevereiro, quatro dias antes do carnaval. Se for retomado, segunda e terça-feira não vai ter água nas comunidades dos conjuntos Augusto Franco, Castelo Branco, Dom Pedro II, Jessé Pinto Freire, JK, Médici, Orlando Dantas, Inácio Barbosa, Santa Lúcia, Sol Nascente, Governador Valadares, Padre Pedro, Marivan e nos bairros Grageru, Jabotiana, Jardins, Luzia, Ponto Novo, Parque dos Coqueiros, São Conrado e Distrito Industrial de Aracaju, além dos Loteamentos Garcia e Tramandaí.

Já na quarta e quinta-feira o rodízio será feito nas comunidades dos bairros 13 de Julho, 18 do Forte, Alto da Jaqueira, Centro, Cidade Nova, Cirurgia, Coqueiral, Bugio, Getúlio Vargas, Industrial, Itacanema, Jardim Centenário, Japãozinho, Getimana, Lamarão, Nova Liberdade, Olaria, Palestina, Pau Ferro, Pereira Lobo, Planalto, Ponta da Asa, Porto Dantas, Salgado Filho, Sanatório, Santo Antônio, Santos Dumont, São Carlos, São José, Sobrado, Soledade, Suíssa, Barra dos Coqueiros, Atalaia Nova, José Conrado de Araújo, América, Costa e Silva, Novo Paraíso e Siqueira Campos.

Abastecimento mantido

O presidente da Deso, Max Montalvão, fez questão de explicar que as comunidades mais necessitadas da Grande Aracaju não serão atingidas. "Fizemos todo esforço para que a medida não alcançasse regiões como Parque dos Faróis, os conjuntos residenciais Jardins e Taiçoca, em Socorro, o bairro Santa Maria, em Aracaju, e os núcleos habitacionais Eduardo Gomes e Rosa Elze, em São Cristóvão. É que a maioria das casas dessas comunidades não possui caixas em casa para armazenar água" relatou Max.


Dados da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) mostram que o rio Poxim está com uma vazão de 650 litros por segundo e o seu reservatório está liberando 800 litros por segundo para atender a demanda de 30% do consumo de Aracaju.
"Estamos monitorando o rio permanentemente e temos observado que, depois das chuvas caídas durante o Carnaval, ele vem baixando de forma mais lenta, mas no momento a situação preocupa porque as chuvas praticamente cessaram", disse ele.
As chuvas ocorridas em fevereiro aumentaram a vazão do rio para 930 litros por segundo, volume reduzido dias depois para 595 litros por segundo e elevado posteriormente para os atuais 650 litros por segundo. "A redução verificada no dia-a-dia é porque a Deso está tirando do reservatório 200 litros por segundo a mais do que o volume atual da vazão", explicou o diretor de Operações da Companhia, Sílvio Múcio Farias..


Ele também esclareceu o motivo que levou a Deso a fazer o último rodízio em 48 horas. É que a manobra prevê o bombeamento de água em volume bem superior aos 30% que o Poxim libera. Em situação normal, as tubulações do sistema estão abastecidas e os reservatórios domiciliares não ficam inteiramente vazios. "No rodízio, é necessário encher todas as tubulações para começar, em seguida, o abastecimento dos reservatórios residenciais que também ficam secos. Portanto, para executar essa manobra são necessárias no mínimo 48 horas, sob pena de deixar desabastecidas residências e empresas localizadas na extremidade dos Sistemas manobrados", disse o presidente.