Sergipe

11/03/2009 às 18h29

Sergipano, envolvido em tráfico de animais, já está preso no RJ

Redação Portal A8

A operação da Polícia Federal denominada ‘Oxóssi` acabou não prendendo o sergipano, traficante de animais silvestres, José Luciano dos Santos, que residia no município de Itabaiana. A informação da assessoria de comunicação da PF é que José Luciano já tinha sido preso no Rio de Janeiro, em uma outra operação, por crime de tráfico. O mandado de prisão de José Luciano dos Santos era o único a ser cumprido em Sergipe.
Durante a operação, a PF invadiu a casa do traficante e apreendeu diversos documentos e computadores que comprovavam a prática do crime. Não houve apreensão de animais.
Foram mobilizados 450 policiais federais para cumprir 102 mandados de prisão preventiva e 140 mandados de busca e apreensão nos estados do Pará, Maranhão, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro. Há procurados também em Portugal, Suíça e Republica Tcheca.
Iniciadas em janeiro de 2008, as investigações apontaram que os envolvidos chegavam a comercializar 500 mil animais por ano. Entre as espécies mais negociadas estão diversos tipos de aves, jibóias, onças- pintadas, veados-mateiros e macacos-prego. No Rio de Janeiro, o destino dos animais eram as feiras de Caxias/RJ, Honório Gurgel/RJ e Areia Branca/RJ.
Os suspeitos são acusados de crime ambiental, receptação, contrabando e formação de quadrilha. Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro, onde serão ouvidos.
A operação contou com a colaboração do CETAS - Centro de Triagem de Animais Silvestres/IBAMA, Marinha do Brasil e autoridades policiais da Republica Tcheca. Foi batizada de Oxóssi por esta ser uma divindade africana que representa o senhor das matas e protetor dos animais.

Com informações da PF