Sergipe

08/03/2009 às 12h15

Nas capitais, mulheres ainda são minoria em comandos de Secretarias

No caso de Aracaju, a situação é animadora. As mulheres estão em 30% das Secretarias nas áreas de assistência social. Nos parlamentos, Sergipe está acima da média nacional.

Redação Portal A8

Levantamento inédito e exclusivo da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, realizado na segunda quinzena de janeiro, junto às prefeituras das 26 capitais brasileiras, confirma um quadro de sub-representação feminina em seus recém-nomeados secretariados.
A média nacional é de duas mulheres em cada 10 titulares das secretarias municipais. São 79 secretárias (19,85%) e 319 secretários (80,15%) nas 398 secretarias apuradas.

Em Aracaju, são três secretárias (30%) nas áreas de Assistência Social e Cidadania. Esse índice é superior ao percentual de prefeitas (9,09%) e vereadoras (12,53%) eleitas nas eleições 2008.
Em Sergipe, as mulheres ocupam 25% dos assentos nos Parlamentos estadual em municipais. A média nacional é de 10%. Mas o número ainda é inferior aos 30% estipulados pela Lei Eleitoral para as mulheres-candidatas nos partidos.