Sergipe

03/03/2009 às 17h14

Professores afirmam que suspensão de greve depende de governador

Redação Portal A8

Os professores decidiram em assembléia na tarde desta terça-feira(3)manter a paralisação das atividades a partir da próxima segunda-feira(9). Entretanto essa decisão será confirmada depois da audiência com o Governador Marcelo Déda, na próxima quinta-feira(5).

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Sergipe (Síntese), Joel Almeida, caso o governador apresente uma proposta concreta sobre a implantação do piso, existe a possibilidade de suspensão da greve, que será discutida em assembléia na sexta-feira (7). "Queremos que o governador se comprometa em instituir a lei nacional do piso. Só suspenderemos a paralisação com um acordo documentado na audiência", disse.

De qualquer forma, na próxima terça-feira(10), haverá uma marcha unificada em defesa do piso, que sairá da Praça da Bandeira até o Palácio do Governo. "Os professores municipais também vão parar suas atividades e solicitar que o prefeito de Aracaju implante o piso", falou Almeida.


O diretor da entidade sindical, Roberto Silva Santos disse que a categoria decidiu pela greve após o governo do Estado não ter cumprido a lei do piso . "Não  pagou conforme a lei e ainda excluiu os professores com formação em nível superior", enfatiza Santos.


Os educadores da rede estadual com formação em nível médio ao invés de terem o salário base atualizado com a integralização dos 2/3 do valor da diferença entre o piso de R$950 e o salário base ( hoje é R$425), somente tiveram um abono. "Todos saíram perdendo com essa manobra do governo", disse o presidente do Sintese, Joel Almeida.