Sergipe

03/03/2009 às 09h01

População aracajuana está sem médico nos postos de saúde

Redação Portal A8

Médicos da rede municipal de Aracaju cruzam os braços em defesa da implantação do piso salarial (Douglas Magalhães)
Os postos de saúde de Aracaju amanheceram hoje (03) sem médicos. Desde ontem (02) o atendimento vem sendo precário por conta da mobilização da categoria que reivindica melhores condições de trabalho e a implantação do piso salarial.

A categoria luta pela implantação do piso nacional que corresponde a R$ 7.500 por 20 horas trabalhadas. Pelo mesmo período de trabalho, os médicos recebem hoje R$ 850 mais a complementação.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos de Sergipe, José Menezes as negociações salariais vêm se arrastando desde o ano passado. " Várias reuniões foram feitas para debater o assunto, mas todas em vão. A Prefeitura não apresentou nenhuma contraproposta", disse o médico.

O ato de protesto da categoria está centralizado hoje no Hospital Nestor Piva, que fica na zona norte da cidade. Nessa unidade de saúde o atendimento vem sendo garantindo pelo efetivo de 30% dos médicos conforme determina a lei.Nos demais postos de saúde a situação é a mesma.

Durante o período da greve, os médicos irão manter um calendário de atividades a começar por hoje no Hospital Nestor Piva, onde a categoria tenta explicar a população os motivos da paralisação. Amanhã (04) os médicos irão para a Câmara Municipal e na quinta-feira, dia 05, será realizada uma nova assembléia, na sede do Sindicato para avaliar o movimento.