Política

25/06/2018 às 17h54

Maria apresenta Moção de Apelo pela manutenção da Fafen

Assessoria da Parlamentar

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) protocolou, nesta segunda-feira, 25, junto à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), uma Moção de Apelo ao

presidente da Petrobras, Ivan de Souza Monteiro, pleiteando a reavaliação do plano de fechamento das duas fábricas de fertilizantes nitrogenados da Companhia, uma delas localizada no município de Laranjeiras. “Se as atividades da Fafen forem encerradas em outubro, como anunciado pela imprensa nacional, teremos não apenas centenas de sergipanos desempregados, mas também graves consequências para a cadeia produtiva que resultarão em prejuízo para o consumidor final”, advertiu a parlamentar.

Maria Mendonça apresentou dados da Associação Brasileira das Indústrias de Suplementos Minerais (Asbram), publicizados pelo Jornal da Band, demonstrando a dependência que o setor pecuário tem da ureia produzida nas duas indústrias. “Há mais de 30 anos os pecuaristas brasileiros usam o sal mineral misturado com a ureia para alimentar o gado, principalmente em períodos de seca. Se o fechamento for concretizado, os produtores serão obrigados a importar o suplemento para mais de 170 milhões de cabeças de gado, o que deve aumentar o custo da carne bovina em 25%”, apontou.

A parlamentar também demonstrou preocupação com os reflexos que já foram sentidos desde a confirmação do plano de desinvestimento da Estatal no mercado de fertilizantes. “Após o anúncio, os preços de importação aumentaram imediatamente 12% para o Brasil”, citou Maria Mendonça, ao acrescentar que há também a “possibilidade de comprometimento da carne produzida no país porque os produtores ainda não conseguiram encontrar no mercado internacional a ureia pecuária, que é diferente da ureia utilizada na agricultura”.

A deputada sergipana ainda ponderou a necessidade de sensibilidade do Governo Federal para com as centenas de famílias que ficarão desamparadas com a descontinuidade da operação das fábricas. “Só em Sergipe, mais de 270 empregos diretos serão fechados”, salientou Maria Mendonça, lembrando que o fechamento da Fafen também vai impactar negativamente a arrecadação de impostos do Estado. “Por isso da urgência de que não meçamos esforços para evitar que a Petrobras concretize o plano de hibernação da fábrica”.


Fonte: Assessoria da Parlamentar