Saúde

Visitas domiciliares para acamados podem ser agendadas de forma online

O usuário pode agendar também diretamente com a Unidade Básica de Saúde, presencialmente ou por telefone

Por ascom PMA 14/01/2021 15h08
Visitas domiciliares para acamados podem ser agendadas de forma online
ascom PMA

Com o lançamento do Portal da Saúde e do aplicativo ‘Mais Saúde Cidadão’, pela Prefeitura de Aracaju, os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) passaram a agendar serviços de maneira virtual, dentre eles consultas, incluindo visitas domiciliares para pacientes acamados e puérperas. Vale lembrar que para ter acesso às plataformas, inicialmente, o usuário deverá realizar cadastro para receber login e senha. 

O agendamento das visitas domiciliares funciona, basicamente, com as mesmas etapas do agendamento de consulta. “Considerando que o usuário já tenha seu cadastro validado e já dispunha de acesso ao Portal, para agendar uma visita domiciliar, ele vai acessar a categoria ‘agendamento de consulta’ e ao clicar, terá disponível três tipos de agendamento para esse serviço, que são: consulta agendada, consulta à gestante e visita domiciliar. Selecionando a opção, o usuário poderá escolher o profissional o qual deseja que realize a visita domiciliar. Essa opção está disponível com o mesmo passo a passo para o agendamento pelo aplicativo”, explicou o coordenador do Núcleo de Informática da SMS, Adson Gomes. 

Com relação à oferta de agenda para as visitas domiciliares, o assessor técnico da Rede de Atenção Primária (Reap), Jobert Gois, explica que ela é composta pelos profissionais da Estratégia de Saúde da Família, que conta com médicos, enfermeiros, assistentes sociais e profissionais da equipe de Saúde Bucal. 

“O serviço de visita domiciliar é destinado ao usuário acamado, puérperas e os recém-nascidos. A visita domiciliar pode ser agendada para o mesmo usuário, uma vez por mês ou a cada dois meses, a depender da necessidade. Dentro desse serviço domiciliar, também existem as visitas para insumo dos acamados, em que o assistente social e a equipe de enfermagem fazem a cada dois meses ou quando há necessidade”, orienta Jobert. 

Além da opção de agendamento pelo Portal da Saúde e aplicativo ‘Mais Saúde Cidadão’, o usuário tem a opção de agendar diretamente com a Unidade Básica de Saúde a qual está vinculado, presencialmente ou por telefone. “Mas como o objetivo dessas plataformas é justamente ofertar maior praticidade para esses usuários com dificuldade de locomoção ou ainda assegurar a menor exposição possível por conta do coronavírus, vale salientar que os usuários façam o cadastro para realizar o agendamento de forma virtual”, destacou o assessor técnico da Reap. 

Ainda conforme explica Jobert Gois, entre as situações onde há necessidade de visita domiciliar, há também o serviço de curativos dos acamados. Como se trata de uma demanda diária é feita uma visita inicial pelo profissional de saúde, na qual um familiar ou cuidador desse acamado é treinado para a prática diária da troca do curativo. 

“A Unidade Básica de Saúde a qual o usuário acamado está vinculado disponibiliza os insumos necessários. Quando há necessidade ou uma evolução da lesão, o enfermeiro passa a realizar visitas com maior regularidade, que podem ser semanalmente ou quinzenalmente”, ressalta o técnico.