Manifestação

"Tem risco de acabar o serviço", afirma profissionais do setor de otorrinolaringologia do Hospital São José

Profissionais afirmam que vão realizar uma manifestação por falta de repasse de verbas

Por Redação Portal A8SE 14/09/2021 16h45
"Tem risco de acabar o serviço", afirma profissionais do setor de otorrinolaringologia do Hospital São José
ASN

Nesta quarta-feira, 15, profissionais e pacientes do setor de otorrinolaringologia do Hospital São José, em Aracaju, no setor SUS, vão realizar uma manifestação para chamar a atenção dos órgãos municipais e estaduais sobre a falta de repasse de verbas e, consequentemente, o comprometimento do serviço.

O setor é credenciado pelo Ministério da Saúde, mas são as secretarias da Saúde municipal e estadual que realizam o repasse para empresas fornecedoras de aparelhos auditivos e do equipamento que auxilia nos implantes. Segundo informações da diretoria do serviço de otorrino, que preferiu não se identificar, são realizados por mês cerca de mil atendimentos para pacientes do interior e da capital. Desse total, metade é relacionada a saúde auditiva. Entretanto, desde março que não recebem honorários.

“Tem uma dívida com uma dessas empresas que chega a um milhão de reais. Os profissionais podem se dissolver por falta de honorário, tem risco de acabar o serviço, a situação é grave”, afirma a fonte à produção do Portal A8SE.

O coordenador administrativo do Hospital São José, Fúlvio Leite, apoia o ato.

"Acredito que seja de grande valia a manifestação dos profissionais. Eles estão na lida direta com os pacientes e sabem da grande necessidade que a população. Saúde auditiva traz para o indivíduo qualidade de vida e acessibilidade. Traz qualidade para que o indivíduo entre no mercado de trabalho e que possa usufruir dos serviços públicos e privados que a sociedade dispõe ao indivíduo. E o SUS é o grande garantidor desse processo para a população", afirma Fúlvio.

Entramos em contato com a Secretaria de Saúde de Aracaju. Em nota, a SMS disse que "realizou o pagamento nesta terça-feira, 13, de montante referente a repasse estadual em atraso, no valor de R$ 269.854, 29, ao hospital São José. O pagamento de repasses municipais será efetuado até 30 de setembro, conforme acordado com direção do hospital. A gestão permanece em diálogo com o Hospital para organizar os pagamentos futuros para garantir a continuidade dos serviços prestados pela unidade".

Já a Secretaria de Estado da Saúde ficou de enviar o posicionamento sobre o assunto.