Debate

Sergipe participa do Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste

O evento segue até a próxima quinta-feira.

Por ASN 23/11/2020 18h18
Sergipe participa do Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste
ASN

Representantes dos recursos hídricos do Nordeste participam de seminário, entre os dias 22 a 26 de novembro, para discutir o desenvolvimento sustentável dentre outros aspectos da região. O evento é totalmente online e está sendo transmitido pelo canal do youtube da Associação Brasileira de Recursos Hídricos.

Cerca de 400 congressistas participam do seminário, que terá 267 trabalhos técnicos apresentados em 12 mesas redondas e duas palestras para todos os participantes com 51 conferencistas no Brasil e do exterior. Questões como os desafios do abastecimento de água em regiões semiáridas, o impacto das mudanças climáticas, os avanços tecnológicos em diversos setores pautam as discussões.

O superintendente Especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs) de Sergipe, Ailton Rocha, participou da abertura do Simpósio de Recursos Hídricos, neste domingo (22), que trouxe como tema central “O Nordeste Brasileiro na visão dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

"O seminário vai abordar os desafios que o Nordeste tem que percorrer e que ao longo dos anos tem avançado bastante na implantação da política de recursos hídricos, tanto do ponto de vista institucional como também legal e na parte de infraestrutura. Vamos falar, aqui, de novos desafios que passam a ter uma relevância muito forte em decorrência das mudanças climáticas que nos afetam diretamente, transformando as secas que era um fenômeno natural e cíclico, em um fenômeno natural recorrente, nos colocando na posição como gestor e para cada vez mais estarmos preparados para trabalhar com gestão de riscos”, explanou o superintende durante palestra proferida sobre os desafios da gestão da política de recursos hídricos.

Segundo Ailton Rocha, o seminário vai tratar também do marco regulatório de saneamento básico, projeto de integração do Rio São Francisco, segurança hídrica e de assuntos de extrema relevância não só para ciência, mas como também para os gestores de recursos públicos em processo de tomada decisão. O evento segue até a próxima quinta-feira.