Premiação

Sergipanos conquistam primeiro e segundo lugares em concurso internacional de Arte

A competição estudantil contou com 216 inscritos de vários países

Por Ascom/ Seduc 19/10/2020 18h55
Sergipanos conquistam primeiro e segundo lugares em concurso internacional de Arte

Os estudantes Altieri Silva Santos, do Colégio Estadual João Dias Guimarães, situado em São Francisco, e Pedro Luiz Feitosa dos Santos Júnior, do Centro de Excelência Vitória de Santa Maria, de Aracaju, conquistaram a primeira e segunda colocações, respectivamente, no Concurso Internacional Juvenil de Arte para a Justiça Social dos EUA. A competição estudantil contou com 216 inscritos de vários países, cinco dos quais se destacaram com a confecção de peças artísticas visuais que representassem alguma questão social.

Orientado pela professora Irmerina Oliveira de Santana, o aluno Altieri Silva, com sua ilustração feita a mão, buscou inspiração nos impactos ambientes que ocasionam o aquecimento global. Já o jovem Pedro Luiz, que recebeu orientação da professora Maria Carneiro, por meio da fotografia “Não ao Silêncio”, retratou a violência contra a mulher e comunidade LGBTQI+.

Para o estudante Altieri Silva, explica como se inspirou para na hora da criação. “Estou imensamente feliz. Foi muito satisfatório participar desse processo, principalmente pela importância de pesquisar, buscar entender a situação e poder reproduzir na obra. Usei como base da ilustração a ampulheta, que representa o tempo, e como isso nos afeta. Também tentei mostrar como nossas ações podem nos prejudicar e prejudicar tudo ao nosso redor. Na parte de baixo representei a poluição, que contribui para o aumento do aquecimento, prejudicando todos nós”, declarou.

Emocionado com a conquista, Pedro Luiz não esperava esse resultado. Segundo ele, tudo ocorreu de última hora, tanto o desenvolvimento da ideia quanto a produção da fotografia. “E felizmente deu tudo certo. A arte da fotografia representa duas grandes injustiças sociais: o feminicídio e a transfobia. A proliferação desses tipos de violência é confirmada pelas estatísticas que apontam índices alarmantes nesse período de isolamento social em decorrência da pandemia. A arte da fotografia na filosofia dos espaços grita por igualdade e respeito”, desabafou o jovem.

O terceiro lugar foi dividido entre três estudantes: Maria Eduarda Aragão, da Ação Fraternal de Itabuna, Bahia; Manoela Moura, Escola das Nações, Brasília; e Wesley Sterbach, do Colégio Shawnee Mission West, Kansas, Estados Unidos.

Os jovens serão premiados em dinheiro da seguinte forma: 1º lugar: R$ 1.000,00; 2º lugar: R$ 600,00; e 3° lugar R$ 300,00. Para conferir as obras dos vencedores, basta acessar o site do concurso: http://www.sjcinitiative.org/portugues.