Oportunidade

Seminário discutirá processo de transformação digital nas empresas

Uma pesquisa feita pelo Sebrae revela que 91% dos empreendedores sergipanos já fazem uso internet em seus negócios. Evento será gratuito.

Por assessoria de comunicação 19/11/2020 16h15
Seminário discutirá processo de transformação digital nas empresas
EBC

O Sebrae promoverá nos 23 e 24 de novembro o TDXP (Transformação Digital Experience), um seminário gratuito que irá reunir diversos especialistas nacionais para discutir diversos temas relacionados ao uso das novas tecnologias no ambiente empresarial. O objetivo é atualizar os empreendedores sergipanos sobre as tendências do marketing digital e estimular a digitalização de seus negócios.

O evento será realizado de forma online e contará com nomes como Martha Gabriel, considerada um dos principais pensadores digitais no Brasil e ranqueada entre os Top 50 Marketing Bloggers mais influentes do mundo pelo KRED, Vicente Carvalho, criador do site Razões para Acreditar, e Estevão Soares, consultor, professor, palestrante especializado em Estratégia Digital e fundador do Estrategi.ca. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site.

“Com a realização do seminário queremos dar suporte aos pequenos negócios para que eles atravessem esse momento de incerteza econômica e de mercado. A ideia é que eles consigam se manter atualizados sobre o impacto da transformação digital, apliquem os conhecimentos em seus empreendimentos e assim se tornem mais competitivos”, destaca o superintendente do Sebrae, Paulo do Eirado.

Uso das tecnologias digitais

A preocupação em oferecer soluções no ambiente digital para os empreendedores ocorre diante de um cenário de crescimento do uso da internet no ambiente empresarial. Uma pesquisa feita pelo Sebrae revela que 91% dos empreendedores sergipanos já fazem uso internet em seus negócios. Além disso, 66% deles usam o WhatsApp para se comunicar com os seus clientes, 42% utilizam o Instagram e 38% possuem página da empresa no Facebook.

Na pandemia, 80% dos empreendedores utilizaram as redes sociais e aplicativos para comercializar seus produtos e serviços. Outros 8% disseram que não utilizaram, mas que pretendem utilizá-los em breve.