Sergipe

Professores definem data de paralisação

30/09/2015 19h03
Professores definem data de paralisação
A8SE

 

Assembléia  (Douglas Magalhães)

Os professores da rede estadual de ensino decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir do dia nove de março. A decisão foi tomada durante  assembléia geral que aconteceu na manhã desta quinta-feira(5), no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe.

A greve é contra a proposta de abono salarial apresentada  pelo governo do Estado para substituir o piso nacional. Na avaliação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe (Síntese), o governo desrespeitou a lei, quando impôs um complmento salarial, descartando a implantação do piso no contracheque da categoria.

O diretor de comunicação do Sintese, Roberto Silva Santos, afirmou que a Secretaria de Estado da Educação (SEED) quebrou princípios quando implementou o piso. "Acreditamos que o governador precisa agir para viabilizar a negociação, pois a maneira que a SEED encontrou para pagar esse direito foi autoritária.  A única forma de impedir a realização da greve é pagar corretamente o piso salarial", disse Santos

Ele ainda acrescentou que o governo deria ter encaminhado a prroposta paraapreciação na Asse,mbléia Legislativa, o que não ocorreu. Com a implantação do piso nacional do maigistério correspondente a R$ 950, o salário dos professores de nível médio passaria pata R$ 1.240, isso contando com as gratificações.

"Diante do impasse, a categoria resolveu pela paralisação. No decorrer desses dias vamos aguardar um posicionamento do governo", afirma o sindicalista ao acrescentar que durante todo este mês serão realizadas diversas atividades. "No dia 12 faremos ato no calçadão da João Pessoa e no dia 18 em frente a Secretária de Educação. Já no dia 20 participaremos do Carnaval da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e no dia três de março faremos mais uma assembléia geral", disse.

 

 

Tags: