Polêmica

Prefeito de Itabi se pronuncia após críticas ao ser vacinado

20/01/2021 11h07
Prefeito de Itabi se pronuncia após críticas ao ser vacinado

Na última terça-feira, 19, o caso do prefeito de Itabi, Júnior de Amynthas, que pulou os protocolos e, mesmo sem ser do grupo de risco, foi vacinado, chamou a atenção das autoridades e repercutiu nacionalmente. O vídeo, que foi publicado pela própria assessoria do prefeito, foi alvo de fortes críticas.

As doses que foram distribuídas para as cidades do interior e alguns municípios, devem seguir o plano de vacinação do estado, onde, neste primeiro momento, devem ser vacinados os profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate à covid-19, indígenas aldeados e idosos que moram em asilos. Porém, o prefeito, com menos de 30 dias de mandato, se vacinou, mesmo não fazendo parte do grupo prioritário.

O município, que conta com cerca de cinco mil habitantes, recebeu 31 doses na manhã de terça-feira. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a responsabilidade da vacinação e da fiscalização é de cada cidade. Já o Ministério Público Estadual disse que a Promotoria de Justiça de Itabi tomou conhecimento do fato por meio da imprensa e que vai instaurar um procedimento.

O Ministério Público Federal também se manifestou dizendo que, após as informações circuladas pela imprensa, enviou solicitação à prefeitura para justificar o ato no prazo de 24h. O documento afirma que "considerando que a quebra da ordem de prioridade definidas nos Planos Nacional e Estadual pode configurar conduta que causa grave prejuízo à saúde pública, além da quebra dos princípios que regem a administração pública previstos no art. 37 da Constituição (princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência), podendo vir a caracterizar, inclusive, eventual ato de improbidade administrativa".

Em vídeo, o prefeito explicou que a vacina que tomou foi em forma de trazer mais credibilidade e incentivo para as pessoas que negam a eficácia da vacina. “Todos sabem como essa vacina CoronaVac está sendo desacreditada em todo o Brasil. Isso tem levado temor a muita gente que passa a dizer que não vai tomar essa vacina”, explica o gestor. Acompanhe o vídeo: