Alerta

Polícia investiga homem por usar doença do filho para aplicar golpes

Antes de chegar a Sergipe, o suspeito passou por pelo menos oito estados. Os indícios apontam para a prática de golpe.

24/11/2020 16h57
Polícia investiga homem por usar doença do filho para aplicar golpes

Odival Barbosa da Silva é suspeito de realizar uma campanha falsa para arrecadar dinheiro para um suposto tratamento de câncer do filho, Breno. A farsa foi descoberta pela equipe de jornalismo da TV Atalaia.

As campanhas começaram há 10 anos, e desde então, o suspeito passou por pelo menos oito estados do país até chegar a Sergipe. Aqui, ele iniciou em novembro a divulgação da campanha para arrecadar R$ 20 mil.

A estratégia era a seguinte: Odival chegava à capital escolhida e comprava um chip de telefone pré-pago, depois entrava em contato com os veículos de comunicação para contar sua história e pedir dinheiro para o tratamento do filho. Daí ficava na cidade por dois ou três dias e depois desaparecia. E assim aconteceu aqui em Sergipe.

Odival Barbosa procurou a TV Atalaia e a equipe de reportagem foi até uma instituição, que ajuda pessoas com câncer no estado, para conversar com ele. Durante a entrevista, ele contou que morava em Canindé de São Francisco, município do sertão sergipano, e que aos 12 anos, o filho já teria passado por quatro procedimentos cirúrgicos e já estava se preparando para a quinta cirurgia, marcada para o dia 28 de novembro no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Com a realização deste procedimento, o menino voltaria a andar.

Apesar de comovente, algo na história fez a equipe de jornalismo desconfiar que pudesse ser uma farsa. Ao fazer uma busca na internet, a equipe descobriu registros de reportagens, nas quais Odival e o filho aparecem divulgando a campanha em importantes veículos de comunicação de oito estados do Brasil.

No dia sete de novembro de 2019, eles estiveram na redação da Tribuna do Norte, na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. Em 14 de janeiro de 2020, o jornal Diário de Pernambuco divulgou a campanha, mas com um enredo um pouco diferente. Neste caso, Odival buscava arrecadar R$ 10 mil para a realização da cirurgia do filho, que estava marcada para o dia 24 de janeiro. No outro dia, o jornal publicou uma matéria dizendo que o pai já tinha arrecadado metade do valor.

Ainda segundo a reportagem da equipe da TV Atalaia, pai e filho estiveram também na Folha de Pernambuco, onde disseram ser da cidade de Araripina (PE). E no dia 27 de julho deste ano, participaram do programa O Povo na TV, da TV Tambaú, em João Pessoa (PB) e contaram a mesma história, só que dessa vez, eles disseram ser da cidade de Cajazeiras (PB) e que a cirurgia estava marcada para o dia 5 de agosto. No dia 28 de julho, Odival voltou a entrar em contato com a Tribuna do Norte, pedindo ajuda para retornar de São Paulo para Natal com o filho Breno.

A equipe de jornalismo da TV Atalaia também descobriu que as contas informadas para as doações são de São Luís, no Maranhão. E segundo o Hospital Albert Einstein, não há registro do menino e nem do pai.

O caso está sendo investigado pelo Departamento de Defraudações da Polícia Civil.

Confira mais detalhes na reportagem: