Sergipe

Morre o engenheiro agrônomo Manoel Hora Batista

Por Com informações da Seagri 03/10/2020 12h02
Morre o engenheiro agrônomo Manoel Hora Batista

Morreu nesta sexta-feira (02), o engenheiro agrônomo Manoel Hora Batista, 69 anos. O corpo está sendo velado na sede do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (CREA-SE), avenida Beira Mar, em Aracaju, o cortejo até o cemitério em Itaporanga D'ajuda sairá às 15h. 

Ele era servidor público, engenheiro agrônomo da Emdagro e atuou como gestor em vários órgãos estaduais e federais desempenhando importantes serviços voltados para o desenvolvimento rural do Estado.

A Secretaria de Estado da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário e da Pesca, emitiu nota de pesar pelo falecimento de Manoel Hora Batista.

Sobre Manoel Hora - Sergipano do município de Itaporanga, atuou como gestor em vários órgãos estaduais e federais. O último cargo foi como diretor-presidente do SergipeTec até abril de 2019. Graduado em Engenharia Agronômica, pela Escola Agronômica da Universidade Federal da Bahia (EAUFBA), em 1973, Manoel foi diretor-presidente da Pronese, onde executou o contrato internacional com o Banco Mundial. Foi diretor-técnico da Emdagro e diretor de Irrigação da Cohidro; secretário de Estado da Irrigação e Ação Fundiária, e secretário de Estado da Agricultura. Manoel foi, em Sergipe, o superintendente Federal da Agricultura, e superintendente do Incra. Foi o coordenador geral da Unidade Técnica do Pró-Sertão, com financiamento internacional do Fida (Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola); e foi coordenador geral da Unidade Técnica de Apoio às Águas de Sergipe, que gerou o Projeto Águas de Sergipe, financiado pelo Banco Mundial, e executado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos.

 

Tags: