Julgamento

Justiça absolve ex-prefeito de Tobias Barreto e outro acusado de matar radialista há 20 anos

No dia do crime, Cláudio Rotay estava em um bar quando foi assassinada por três atiradores. A suspeita é que o crime seria encomendado.

Por Carolina de Morais, Portal A8SE 03/08/2022 07h09
Justiça absolve ex-prefeito de Tobias Barreto e outro acusado de matar radialista há 20 anos

A Justiça de Sergipe absolveu o ex-prefeito de Tobias Barreto, Diógenes Almeida, e outro acusado de envolvimento na morte do radialista Cláudio Rotay no dia 17 de junho de 2002. O júri popular aconteceu nesta terça-feira (2).

Segundo as investigações, a vítima estava em um bar quando foi assassinado com dois tiros no peito e um na cabeça. Na ocasião, um segurança dele também morreu e outro ficou ferido

Os autores seriam três motociclistas encapuzados, que foram vistos atirando. Dois suspeitos de efetuar disparos foram encontrados mortos durante as diligências e ninguém foi preso. O crime seria encomendado.

Na época, o comunicador tinha 33 anos, era pré-candidato a deputado estadual e recebia ameaças em seu programa de rádio.