Sergipe

Hoje é o último dia do sinal analógico na região de Aracaju

Por Assessoria 30/05/2018 10h39
Hoje é o último dia do sinal analógico na região de Aracaju
SEJA DIGITAL

Trabalho realizado pela Seja Digital na região envolveu 550 servidores, mais de 100 voluntários e 220 instaladores que ajudaram a informar e orientar a população

A Seja Digital, entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável pelo processo de migração do sinal de TV no Brasil, e a população de Aracaju passam por uma importante etapa. Às 23h59 desta quarta-feira, 30, o sinal analógico de TV será desligado em 17 cidades da região. A decisão foi tomada pelo Gired, grupo liderado pelo presidente da Anatel, Juarez Quadros, e homologada por Gilberto Kassab, Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), após apresentação da pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência, que aferiu que 93% da população desta região já está preparada para receber o sinal digital. A partir de amanhã, 31 de maio, só será possível assistir à programação da TV aberta pelo sinal digital, que traz muito mais qualidade de som e imagem, sem interferências, fantasmas ou chuviscos.

A Seja Digital iniciou o trabalho na região em meados de janeiro deste ano. Desde então, a entidade desenvolveu diversas parcerias com o objetivo de informar e orientar a população sobre a mudança e sobre como ter acesso a essa tecnologia. Para isso, campanhas em TV, rádio, jornal e redes sociais foram realizadas, além das ações de mobilização social, incluindo 20 mutirões de agendamentos para que as famílias de menor renda inscritas em programas sociais do Governo Federal pudessem retirar os seus kits gratuitos, além das 10 edições da Patrulha Digital, ação em parceria com o Senai e a ABERT, para a capacitação de alunos que atuaram como multiplicadores do processo. Além disso, a entidade participou de três ações do Canal Cidadão – parceria com a radiodifusão para levar serviços de utilidade pública à população de baixa renda nas cidades de Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e Itabaiana.

“O processo de mobilização permitiu que pudéssemos falar diretamente com as pessoas que mais precisavam de informação e orientação. Em poucos meses, visitamos praticamente todos os bairros de Aracaju, sendo muito bem recebidos pela população”, afirma Carolinna Tosta, gerente regional da Seja Digital em Aracaju.

A parceria com as 17 prefeituras resultou na capacitação de servidores municipais que, por meio do trabalho de campo que realizam nas comunidades, auxiliaram os moradores, tirando dúvidas sobre o que deve ser feito para ter acesso ao sinal digital. Cerca de 550 servidores orientaram famílias de menor renda sobre a distribuição de kits gratuitos e, além disso, outras parcerias foram realizadas com a Prefeitura de Aracaju e Governo do Estado, por meio da participação em 65 ações como Diálogos com a Comunidade, Brigada Educacional, Diálogos Populares e Governo em Ação. O atendimento à população também foi potencializado por meio do trabalho de dezenas de servidores que atuaram em mais de 40 pontos de atendimento, como os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e outras sete entidades voluntárias.

Para facilitar o acesso aos equipamentos que permitem que televisores antigos recebam o sinal digital e continuem funcionando depois do desligamento, a Seja Digital também realizou três Feirões Digitais, além do Caminhão Digital Itinerante, que percorreu diversos bairros oferecendo antenas digitais e conversores a preços mais acessíveis. Além disso, 136 lojas do varejo foram “vestidas” com os materiais de informações da Seja Digital a fim de orientar a população sobre o desligamento do sinal analógico.  

Foi em um desses pontos de atendimentos que Maria Aparecida da Silva realizou o seu agendamento para buscar o kit gratuito. Seu esposo, Márcio dos Santos, fez a instalação da antena digital e do conversor e, por ser conhecido no bairro 17 de março, onde moram, passou a realizar a instalação dos equipamentos para parentes e colegas. Algumas semanas depois, Maria Aparecida e Márcio receberam a informação de que haviam sido sorteados na Instalação Premiada, promoção criada pela Seja Digital, com sorteios de prêmios de R$2 mil reais para as famílias que instalarem o kit gratuito.

Ao receber o prêmio, Márcio foi convidado para atuar como instalador voluntário e não hesitou em aceitar. "Foi uma novidade, pois eu estava em casa e apareceu essa oportunidade. Fiquei muito entusiasmado. Ajudei muitas pessoas e instalei os equipamentos também em comunidades vizinhas. Foi uma experiência muito boa, pois as pessoas passaram assistir TV com uma imagem bacana e, além disso, nos tornamos mais conhecidos", diz Márcio.

Até o momento, a Seja Digital distribuiu mais de 150 mil kits gratuitos, com antena digital e conversor, que permitiram que as famílias de menor renda continuassem assistindo aos canais abertos de televisão. Mesmo após o desligamento do sinal analógico, a entidade continuará distribuindo os kits gratuitos por pelo menos mais 30 dias.

Nos pontos de retirada disponibilizados pela entidade, os moradores também recebem um treinamento sobre como instalar os equipamentos. A iniciativa foi fundamental para ampliação do processo de inclusão digital de famílias, que receberam atendimento de mais de 220 instaladores, sendo 100 destes voluntários.

Com 76 anos, dona Lídia da Cunha ficou surpresa com a imagem e som de qualidade em sua velha TV de tubo, após ter instalado a antena digital e conversor, que compõem o kit gratuito. “Se eu já gostava de televisão com aqueles chuviscos todos, imagine agora? Nunca pensei que ia melhorar tanto. Estou muito feliz”, festejou a aposentada, que mora na periferia de Itabaiana. Dona Lídia também comemorou o aumento no número de canais transmitidos. “Antes, eram só três canais e a gente quase não via nada. Agora temos muito mais”, conta.

Em uma das edições da Caravana da TV Digital, ação itinerante que passou por mais de 20 bairros diferentes, Gilvaneide Garangau recebeu ajuda de antenistas, que instalaram a antena digital e o conversor na sua TV. A moradora do conjunto Jardim Centenário já tinha feito o agendamento pelo 147 e retirado seu kit gratuito, mas, por não conseguir enxergar desde que era pequena, não pôde instalar os equipamentos sozinha. Com a TV preparada para receber o sinal digital, Gilvaneide destaca o benefício que fez toda a diferença para ela: a nitidez do som. “Antes o áudio era cheio de chiados, falhava bastante. Agora está limpo, sem ruídos. Posso escutar tudo com mais clareza e aproveitar meus programas preferidos”, conta.

Entendendo que a TV é uma importante fonte de lazer para uma grande parte da população, com faixas etárias e classes sociais distintas, a Seja Digital também buscou aproximação com líderes comunitários, escolas, entidades filantrópicas, varejistas e instaladores durante todo o processo, de forma a engajar o maior número de pessoas. “O desligamento do sinal analógico de TV em Aracaju e região só foi possível graças a dedicação de todas as pessoas envolvidas”, afirma Carolinna Tosta, gerente regional da Seja Digital em Aracaju. “Agradecemos a todos os mobilizadores, voluntários, parceiros e principalmente a população que se mobilizou em prol da digitalização da nossa região”, completa.

A expectativa é que a região de Aracaju siga os passos de Brasília, São Paulo e Recife, e em pouco tempo 100% dos domicílios tenham acesso ao sinal digital. Os canais de atendimento também continuarão à disposição da população para oferecer todo suporte necessário mesmo após o desligamento. O site www.sejadigital.com.br e a central telefônica 147 (ligação gratuita) continuam disponíveis para os moradores que ainda tiverem dúvidas sobre como se preparar para o sinal digital.

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD - Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

 

Tags: